Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Foi realizado com sucesso na tarde desta quinta-feira, 15, no auditório do IFBA-Instituto Federal de Educação Tecnológica da Bahia, a primiera audiência pública para discutir a possibilidade de implantação do curso de medicina na região do Piemonte da Diamantina, uma campanha que surge a partir de uma comissão composta de representantes dos diversos segmentos da sociedade civil organizada, e que se baseia na proposta do próprio Ministério da Educação em descentralizar a educação superior no país, refletindo a criação de novas universidades e institutos federais.

A proposta do grupo - que vai mais além de uma simples vontade pessoal-, ancora-se também na carência e necessidade de contemplar uma das regiões mais desassistidas pela demanda médica no nordeste brasileiro. Segundo dados oficiais do Ministério da Saúde, a região do Piemonte é uma das áreas com menor presença de profissionais médicos, muito longe de atingir os índices recomendados pela OMS. Apesar da Bahia ter sido o estado pioneiro na criação do curso de medicina no Brasil, em 1808, fomos preteridos na expansão dessa ciência por outras unidades federativas, estando atualmente numa posição decadente nacionalmente.

Nessa importante audiência realizada ontem em Jacobina, estiveram presentes a magnífica reitora das Unidades Federais de Ensino Tecnológico do Estado da Bahia, doutora Aurina Santana; diretor do IFBA, professor e advogado Epaminondas Macedo; prefeito Municipal Rui Macedo; presidente da Câmara de Vereadores, edil Milton Oliveira Sena; venerável da Loja Macônica Fraternidade Jacobinense, Sr. George Alves; presidente da Associação Comercial e Industrial de Jacobina, empresário Carlos Nizan; presidente do CDL-Clube de Dirigentes Lojistas, empresário Ivanilton Cedraz; secretário de Planejamento de Jacobina, Ramiro Miranda; vice-prefeito José Maria Fagundes; além de diversos vereadores, representantes de sindicatos, associações, cooperativas, autarquias, fundações, igrejas, ong's, professores e estudantes, que prestigiaram o evento.

A senadora Lídice da Mata (PSB) e o deputado federal Daniel Almeida (PCdoB), que não puderam estar no encontro, por compromissos assumidos em Brasília e Salvador, respectivamente, enviaram ofícios ratificando irrestrito apoio à iniciativa da população, colocando seus mandatos e gabinetes à disposição dessa luta empreendida em prol da referida implantação da faculdade de medicina na região do Piemonte. O deputado federal Daniel Almeida, realizou audiência no mês passado com o Ministro da Educação, Aloísio Mercadante (PT), para tratar especificamente desse assunto, pedindo a inclusão de nossa região como prioridade.

O prefeito Rui Macedo, que assinou um "Termo de Compromisso", se comprometeu também em disponibilizar todo aparato da municipalidade para ajudar no pleito, bem como agilizar a implantação e funcionamento das UTI's Neonatal  e Adulto, UPAS, LACEN e outros instrumentos exigidos pelos protocolos curriculares do MEC para efetivação do curso de graduação em medicina. A reitora Aurina Santana, bastante respeitada pelas autoridades de educação do país e que possui bom trânsito em Brasília, mostrou-se entusiasmada com o desafio. "Tenho um compromisso inicial de consolidar os cursos técnicos do Campus do Ifba de Jacobina que, aliás, vêm crescendo qualitativamente, mas não deixarei de somar esforços nesse grande desafio, apesar de nossa instituição não possuir experiência na área de medicina; portanto o mais importante é presenciar que essa é uma vontade de toda sociedade aqui representada", afirmou.  

Texto: Maurício Dias - Imprensa sem censura

 

    

Cafe beira rio
Abreu