Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Na noite deste sábado (15), foi realizada a 14ª Caminhada da Luz em Jacobina. Após a missa proferida pelo pároco João Zacarias, o povo se concentrou em frente a igreja na Praça Castro Alves, onde onde a cantora Lailza Lopes cantou uma canção de louvor sendo acompanhada pelas filarmônicas de Janeiro e Rio do Ouro.



Após a fala do prefeito Luciano Pinheiro e bênção do Padre João Zacarias, a caminhada deu início por volta das 21h, no momento em que começou a cair uma fina chuva, passando pela Rua Senador Pedro Lago, Caixeiro Viajante, cruzando o Rio Itapicuru pela ponte Manoel Novais, seguindo para o Bairro da Serrinha até o topo do monte, a Serra do Cruzeiro.



A Caminhada da Luz em sua 14ª edição que foi realizada pela Prefeitura de Jacobina e Paróquia de Santo Antônio, foi criada pelo Major do Exército Florentino Cardoso de Assunção Sobrinho em 2003. O evento contou com apoio da Guarda Municipal e SMTT (Serviço Municipal de Tráfego e Transportes), que esteve orientando o trânsito em todo o percurso. Fonte: Augusto Urgente

Jacobina, conhecida mundialmente como a cidade do ouro, se destaca como detentora de uma das maiores atrações turísticas do interior da Bahia durante a Semana Santa. Há 14 anos a cidade realiza na semana em que se comemora a ressurreição de Jesus Cristo, a tradicional Caminhada da Luz.

Evento religioso, a Caminhada da Luz, como o nome já diz, reúne milhares  pessoas que após a Santa Missa realizada no início da noite de Sábado de Aleluia, dia 15, da Igreja da Matriz de Santo Antonio, segue em cortejo por algumas ruas da cidade até a escadaria do Cruzeiro, onde os participantes como num ato de penitência, sobem os 365 degraus até o topo da serra portando velas acesas.  que este ano chega à sua 14ª edição.

A Caminhada da Luz de Jacobina teve seu início no ano de 2004, quando era realizada na Quinta-feira Maior, véspera da Sexta-feira da Paixão. A partir de 2011 o evento passou a ser realizado no Sábado de Aleluia. Este ano a Prefeitura Municipal estará entregando durante o evento a Casa das Velas, construída próximo ao Cruzeiro. O Evento é uma realização da Prefeitura Municipal e conta com o apoio da Diocese de Senhor do Bonfim e a Paróquia de Santo Antônio de Jacobina. Foto: Reprodução

Na tarde desta quinta-feira (13), na Rua Senador Pedro Lago, o cantor mirim Felipe Marques concedeu entrevista aos amigos Marcílio Alves e Maurício Dias. Felipe falou sobre a festa de lançamento do seu DVD, que será no próximo domingo (16), no Esmeralda Park.

Na oportunidade, Felipe falou sobre o gosto pela música e contou um pouco do seu dia-dia, desde as atividades escolares a aulas de acordeon e a proteção que tem da família.

A agenda de shows de Felipe inclui festas para crianças e apresentações lúdicas em clubes, sindicatos e associações, sempre sob os cuidados do pai Augusto, que não abre mão de sua educação, dormir cedo e alimentação saudável. Fotos: Reprodução/Augusto Urgente

Jacobina, conhecida mundialmente como a cidade do ouro, se destaca como detentora de uma das maiores atrações turísticas do interior da Bahia durante a Semana Santa. Há 14 anos a cidade realiza na semana em que se comemora a ressurreição de Jesus Cristo, a tradicional Caminhada da Luz.

Evento religioso, a Caminhada da Luz, como o nome já diz, reúne milhares  pessoas que após a Santa Missa realizada no início da noite de Sábado de Aleluia, dia 15, da Igreja da Matriz de Santo Antonio, segue em cortejo por algumas ruas da cidade até a escadaria do Cruzeiro, onde os participantes como num ato de penitência, sobem os 365 degraus até o topo da serra portando velas acesas.  que este ano chega à sua 14ª edição.

A Caminhada da Luz de Jacobina teve seu início no ano de 2004, quando era realizada na Quinta-feira Maior, véspera da Sexta-feira da Paixão. A partir de 2011 o evento passou a ser realizado no Sábado de Aleluia. Este ano a Prefeitura Municipal estará entregando durante o evento a Casa das Velas, construída próximo ao Cruzeiro. O Evento é uma realização da Prefeitura Municipal e conta com o apoio da Diocese de Senhor do Bonfim e a Paróquia de Santo Antônio de Jacobina. Foto: Reprodução

A Rádio Serrana Líder FM da cidade de Jacobina estará recebendo em seus quadros de profissionais, já a partir da próxima segunda-feira (3), o radialista Maurício Dias de Oliveira, que passará a integrar a equipe de jornalismo daquela emissora. Maurício Dias será âncora em dois programas diários: "Na mira da verdade" (das 12h às 14h) e "Bote a boca no trombone", que tem início sempre às 16h, de segunda à sexta-feira.

Completando 35 anos da profissão de radialista no próximo mês de dezembro, Maurício Dias acumula experiência com passagens por todas as emissoras da cidade de Jacobina, além de ter trabalhado em rádios da capital baiana, a exemplo da Rádio Clube de Salvador e Rádio Cultura da Bahia na década de 80, ao lado de profissionais renomados como Mário Freitas, Martinho Lelys de Santana, Zé Bim, José Athayde, Manoel Messias, Ary Pacheco, entre outros.

Tendo sido na vida comerciário, bancário, servidor público, ex-vereador, professor licenciado em História, radialista e atualmente também empresário do ramo de publicidade, Dias se especializou no radiojornalismo, atuando nesse segmento profissional há 25 anos, sempre mantendo seu estilo forte e contundente nas suas apresentações. Sua saída da Rádio Jaraguar foi de forma amigável e consensual e sua chegada à Rádio Serrana FM se dá em função de novos investimentos feitos no jornalismo pelo diretor executivo do grupo Líder de Comunicação, o empresário J. Sidney. Foto: Reprodução/Facebook

Uma das emissoras de rádio com maior audiência no município de Jacobina e em toda a microrregião, a Rádio Jaraguar já está na frequência FM e com alcance ainda maior, chegando em quase todo o estado da Bahia. Basta você sintonizar na frequência 91,7 FM para desfrutar do que há de melhor e mais moderno, com notícias que trazem a credibilidade de uma equipe altamente profissional, experiente e respeitada.

Aliado a isso, o ouvinte ainda tem muita informação sobre a política local e nacional. No esporte, você tem as análises dos cronistas e acompanha transmissões ao vivo, além de muita música para diversos gostos e estilos. A sua voz, a voz do cidadão jacobinense, é sempre destaque na frequência da Rádio Jaraguar de Jacobina. Sintonize 91,7 e fique por dentro de toda a programação da rádio que mais cresce na Bahia. A Jaraguar faz parte do grupo RBR – Rede Baiana de Rádio. JN

A Portela quebrou um jejum de 33 anos e é a grande campeã do carnaval do Rio de 2017. A escola de Madureira desfilou na avenida as lendas dos rios. A Mocidade ficou em segundo lugar. Ficaram em último lugar a Unidos da Tijuca e a Paraíso de Tuiuti, mas a Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) decidiu não rebaixar nenhuma escola este ano por causa dos acidentes que ocorreram com os carros das duas escolas no sambódromo.

Desfile

As lendas que vieram com os rios apareceram na avenida: Iara, Boiúna, cobra-grande, boto cor de rosa e deuses deram as caras. Mas o que talvez tenha chamado mais atenção foi algo bem menos mitológico: "crocodilos" que rastejaram em uma das alas.



A escola de Madureira começou falando das nascentes e de como os rios foram dando início a povoados, aldeias e civilizações. O clássico de Paulinho da Viola, "Foi um rio que passou em minha vida", também fez parte do enredo.

A Águia, símbolo da escola, veio logo no começo do desfile. Imponente, ela parecia tomar conta de uma fonte e borrifava água. A escola azul e branca contou com 3400 componentes em 31 alas. O carro abre-alas mostrou a "Fonte da vida", com uma mensagem de preservação das matas em torno das nascentes.

O segundo carro fez uma homenagem ao Rio Nilo, o mais extenso do mundo. Outro famoso rio, o americano Mississipi, foi lembrado em uma ala que botou um pouco de blues no desfile. Mas foi com samba, é claro, que a escola arrancou gritos de "É campeã!" no setor 1 da Sapucaí. globo.com - Foto: Reprodução

A grande campeã do carnaval do Rio de Janeiro deste ano será conhecida nesta quarta-feira (1). A partir das 15h, as notas dos jurados serão lidas na Marquês de Sapucaí. Os quesitos avaliados foram harmonia, samba-enredo, evolução, comissão de frente, fantasias, alegorias e adereços, mestre-sala e porta-bandeira, enredo e bateria.

Neste ano, acidentes na Sapucaí, que deixaram feridos, prejudicaram a evolução dos desfiles e tiraram parte do brilho e da alegria do espetáculo das escolas de samba. Uma estrutura de 3,5 m da parte superior da segunda alegoria da Unidos da Tijuca desabou pouco tempo depois de entrar na avenida e um carro alegórico da Paraíso do Tuiuti que perdeu o controle e feriu ao menos 20 pessoas, na noite de domingo (26). R7 - Foto: Reprodução

O Carnaval de Salvador começou oficialmente na última quarta (22) e, quase uma semana depois, nesta terça-feira (28), acontece o última dia da festa. Atrações já tradicionais da folia de momo, como Bell Marques, e novidade, como o cantor Tiago Abravanel, animam a festa.

Os dois desfilam no circuito Dodô, entre os bairros Barra e Ondina. Além deles, nomes como Carlinhos Brown, Claudia Leitte, e Harmonia do Samba fazem a festa do folião. Daniela Mercury, Olodum, Léo Santana e Psirico se apresentam no centro de Salvador, no circuito Osmar.

Confira as bandas que se apresentam nesta terça-feira (28):

Mais um acidente envolvendo um carro alegórico deixou pelo menos 12 feridos na Sapucaí. Parte da estrutura da alegoria da Unidos da Tijuca cedeu e atingiu integrantes da escola, na madrugada desta terça-feira (28). O caso ocorre no dia seguinte a outro acidente na Sapucaí deixar 20 feridos, durante apresentação da Paraíso do Tuiuti.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que 20 pessoas foram atendidas. Delas, 12 sofreram traumas e oito tiveram crise de ansiedade. Seis pessoas foram transferidas para hospitais, sendo dois casos considerados mais graves.

“Eu não sei dizer o que aconteceu, eu sei que o carro tombou. A gente teve vários ensaios no barracão e nunca aconteceu nada. Não sei o que aconteceu hoje. É lamentável isso, muito triste mesmo. Eu passei lá na frente e agora é terminar e mostrar para as pessoas que estão em casa o carnaval lindo que a gente propôs”, declarou a carnavalesca Annike Salmon. Foto: Reprodução

    Victor (esquerda) pediu para deixar o The Voice Kids após polêmica

O sertanejo Victor Chaves, da dupla Victor & Léo, pediu para deixar o The Voice Kids, depois de ser acusado de agredir a mulher, Poliana Bagatini Chaves, que está grávida. O apresentador André Marques anunciou em uma mensagem antes do programa deste domingo (26) que o técnico tinha decidido deixar o reality musical. Marques citou o caso como “uma acusação bastante grave de violência doméstica” e falou o posicionamento oficial da emissora. “A Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor, garantindo o direito de defesa na busca da verdade”, disse.

Depois, Marques citou a decisão do cantor. “O Victor inclusive nos procurou informando que iria se afastar para se dedicar totalmente a este caso”, afirmou. A emissora anunciou que o programa já estava gravado e não teria nenhuma alteração. “Em respeito a essas crianças, que se esforçaram tanto para chegar até aqui nas batalhas, decidimos manter o programa como ele foi gravado. O jornalismo da Globo vai acompanhar esse caso para que você saiba tudo o que está acontecendo”, informou Marques. Apesar disso, houve uma edição no programa e Victor só apareceu de longe, sem filmagem em detalhe, e não falou nenhuma vez. Correio - Foto: Divulgação

A segunda-feira (27), sexto dia de carnaval em Salvador, promete grandes apresentações em todos circuitos da folia. Bell Marques, Ivete Sangalo, Durval Lélys, Daniela Mercury, Baiana System e Léo Santana são algumas das atrações que vão animar o folião na capital baiana. A cantora Baby do Brasil ainda puxa trio sem cordas no circuito Dodô (Barra-Ondina).

Já no circuito Osmar (Campo Grande), a animação fica por conta da tradicional pipoca de Saulo. Para alegria das Muquiranas, Márcio Victor puxa trio com a banda Psirico. Logo em seguida, tem a irreverência da Mudança do Garcia e a quebradeira de Igor Kannário.

No palco do Farol da Barra, para esticar a folia, terá show de Luiz Caldas a partir de 0h, Ifá com participação de Liniker e BNegão. Também terá Liniker no palco do Beco das Cores, na Barra. Gerônimo, Jorge Mautner, Mariela Santiago, Carlos Pitta e Raymundo Sodré estarão no Pelourinho.

A festa também acontece para o folião de diversos bairros espalhados pela cidade, como Cajazeiras, Periperi, Itapuã, Liberdade, Boca do Rio, Pau da Lima e Plataforma. Diamba, Ju Moraes, Gerônimo, Taís Vingadora e Duas Medidas são alguns dos destaques. G1

Em um vídeo que circula pela internet as bailarinas Joyce Mattos e Zanza Pereira do grupo de pagode baiano "É o Tchan" revelam sofrer humilhações durante os shows e demais atividades profissionais da banda. Ainda de acordo com o advogado das dançarinas, Gabriel Bonfim, em entrevista publicada pelo jornal Correio da Bahia, as duas profissionais não têm carteira assinada e não tiveram seus direitos trabalhistas respeitados. Ao Correio, Gabriel Bonfim disse que "houve negociação para assinar a carteira dela a partir de agora, esquecendo os anos passados. Ela não tem INSS, não tem FGTS, viajava, passava quatro dias na estrada. Vamos pleitear as verbas rescisórias”, afirmou o advogado que também defende de diversos artistas.



O jornal Correio publicou ainda: A saída de Joyce da banda foi detonada depois que a morena, juntamente com a outra dançarina do grupo Zanza, desabafaram em um vídeo sobre os maus tratos sofridos na banda, especialmente por Cumpadre Washingto. O advogado não descarta também a possibilidade de entrar com uma ação criminal contra É o Tchan. “Mais pra frente vamos avaliar se tem aí as questões criminais, porque a gente precisa prestar ocorrência. Houve a questão dos maus tratos, as humilhações, a gente está avaliando isso também. Obviamente a gente ingressa com uma ação também criminal”.  Em nota, a banda disse o seguinte: "Em respeito a imprensa e aos fãs da banda É o Tchan, oficializamos a informação de que a dançarina Joyce Mattos não é mais uma integrante do grupo. O Tchan segue com sua formatação normal, tendo à frente Compadre Washington e Beto Jamaica". Foto: Reprodução/Instagram - Vídeo: Reprodução/Youtube

As celebrações de Ano Novo já são tradicionais no Brasil e, em muitos casos, tem um caráter religioso cristão. No entanto, segundo historiadores, a origem da festa vem da Mesopotâmia —muito antes do cristianismo— onde persas, fenícios, assírios e gregos comemoravam o “Festival do Ano Novo”.

No Brasil, assim como na maior parte dos países ocidentais, o Réveillon é comemorado no 1º de janeiro por conta do calendário romano, mantido pelo calendário juliano e continuado pela Igreja Católica que adotou o calendário gregoriano. Atualmente, no Brasil, a forma mais comum de comemorar o Ano Novo é com o show de fogos de artifício. Foto: Reprodução

O Instituto Yamana realizou nesta segunda-feira (21) a abertura da exposição de artes integradas "Valorizando a Diversidade", que reuniu obras de fotografia, literatura e música criadas por artistas residentes nas cidades de Goiás e da Bahia. A abertura aconteceu às 9h com entrega de troféus para os artistas locais no Auditório do Centro de Esportes e Artes Unificadas (Praça do Céu) na cidade de Jacobina.

O projeto cultural Valorizando a Diversidade busca estimular a produção e o intercâmbio artístico em diferentes linguagens – literatura, fotografia e música – em torno de um tema comum, a DIVERSIDADE, mobilizando 13 municípios onde a Yamana está presente: Alto Horizonte, Nova Iguaçu de Goiás, Campinorte, Pilar de Goiás e Guarinos, em Goiás; Santa Luz, Cansanção, Jacobina, Miguel Calmon, Barrocas, Teofilândia, Biritinga e Araci, na Bahia.

Com o tema DIVERSIDADE, pessoas de todas as idades podem inscrever trabalhos autorais e inéditos que são analisados por um Grupo Curador e selecionados para integrarem uma exposição itinerante pelos municípios participantes.

Abaixo a relação dos artistas que tiveram suas obras expostas em Jacobina:

Música:

· Joan Antônio Sodré

· Lucas Matheus Souza da Silva Barros

Fotografia:

· Brenno Franco Pereira.

Literatura:

· João Bosco Silva Fernandes

· Juliêrca Cardoso dos Santos· Dominique Lopes Santos

. Fernanda Sampaio Nunes

. Lorena Santos Maia

. Keila Queiroz Silva

Um casamento teve barraco em Gana depois que uma mulher chegou ao local com um vestido idêntico ao da noiva. Ela pegou o microfone e começou a falar, logo quando o casal se preparava para firmar o compromisso na igreja.

Segundo o jornal "Mirror", a mulher afirmou que o homem era namorador e enumerou várias acusações contra ele. Madrinhas e padrinhos presentes tentaram tirar a mulher à força, mas ela continuou falando. A noiva e o noivo, lado a lado, ficaram em silêncio diante da cena. Não se sabe como a cena terminou.

O vídeo com o flagrante foi publicado na internet. Assista:

Imagens: Youtube

Cafe beira rio
Abreu