Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Policiais da 78ª DP (Fonseca) prenderam, na manhã desta quarta-feira (23), uma suspeita de chefiar o tráfico de drogas na comunidade Nova Brasília, no bairro Fonseca, em Niterói. Conhecida como 'Princesa', Angela Cristine Polisseni morava em um prédio de luxo, na Rua Álvares de Azevedo, em Icaraí, na Zona Sul do município.

Segundo a polícia, ela é mulher do traficante Luiz Claudio Gomes, o 'Pão com Ovo', que comandava anteriormente o tráfico na favela. Ela assumiu o posto após o marido ser preso e levado para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio.

Na ação, o advogado do casal, Mauro Silva Sant'Ana, o 'Doutor Mauro', também foi preso. Ele é acusado de prestar auxílio jurídico para ocultar o patrimônio ilícito e teria ainda intermediado o pagamento de propina para agentes públicos.

Angela era conhecida por ter um motorista particular, fazer viagens ao Caribe e frequentar lojas e salões de beleza de luxo na cidade. Ela e Mauro eram investigados por lavagem de dinheiro por colocarem bens em nome de terceiros para simular uma transação legal e ocultar a origem do dinheiro.

O traficante 'Pão com Ovo' é integrante da facção Comando Vermelho e tem 22 anotações em sua ficha criminal. De acordo com a polícia, ele é considerado um dos traficantes mais "sanguinários" da cidade. Ele teve a prisão decretada pelo sequestro e assassinato de uma estudante, de 18 anos, em setembro de 2009. Fonte: O Dia - Foto: Divulgação

De integrante de facção rival a pai de santo. São pelo menos dez pessoas assassinadas por Adriano Alves Silva, o “Secão”, 27 anos, o Dois de Ouros do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública (SSP). O criminoso foi apresentado à imprensa na manhã desta terça-feira (22), por policiais militares da 20ª Companhia Independente da Polícia Militar e civis, no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O criminoso foi capturado anteontem, no distrito de Acupe de Santo Amaro pelo Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto).

Apontado como autor de dez homicídios em Salvador e na região de Santo Amaro, Adriano Alves Silva, o 'Secão', é pistoleiro de uma facção.

De acordo com o delegado Guilherme Machado, coordenador da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central), Secão atuava na localidade do Coroado, no bairro de São Marcos, em Salvador e no município de Santo Amaro, onde foi preso. Esta é a quarta prisão do criminoso que possuía mandado de prisão.

“Entre os homicídios apurados aqui no Departamento, e na Delegacia Territorial de Santo Amaro, são pelo menos dez pessoas mortas por Secão e seu bando”, disse o delegado. Entre as vítimas estão rivais do tráfico, como Messias da Páscoa Freitas, morto em 2015, pelo qual Secão possuí um mandado de prisão temporária em aberto, e ainda um pai de santo, Carlos Henrique, assassinado neste ano.



Durante a coletiva, o major Mello Neto, comandante da 20ª CIPM, reforçou a importância da integração das polícias para prender criminosos de alta periculosidade, como é o caso de Secão. “Vamos combater a criminalidade ao lado da Polícia Civil e com apoio da sociedade. Os demais integrantes dessa quadrilha já foram identificados e devemos prendê-los em breve”, afirmou o major.

Em depoimento Adriano confessou parte dos crimes pelo qual ele é acusado, mas ressaltou que todos os homicídios foram encomendados pelo líder da quadrilha para quem atuava como pistoleiro. O criminoso possui passagens por tráfico e porte ilegal de arma de fogo já e responde pela morte de Wallace de Paula Pereira, ocorrido em março de 2013, em Pau da Lima. Fotos: Alberto Maraux/SSP-BA

Uma operação deflagrada pela 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Itapetinga, apreendeu, nesta terça-feira (22), 37 “tijolos” de maconha, cinco tabletes de cocaína, munições de diversos calibres e seis máscaras de personagens de filme de terror, feitas de borracha. A polícia calcula que o valor da droga chegue a R$ 70 mil.



O material, que segundo as investigações pertencem aos traficantes Edson Valdir Souza Silva, o “Valdir”, e Yuri Sousa Alves, o “Bila”, estava escondido num depósito, no bairro Américo Nogueira. Edson tem prisão temporária decretada pela Justiça por uma chacina ocorrida em Maiquinique, no dia 25 de julho. Já Yuri, encontra-se preso por tráfico de drogas. Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Equipes do Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) da 64ª Companhia Independente da Polícia Militar (Feira de Santana) frustraram, na madrugada desta segunda-feira (21), um arrombamento a agência do banco Santander, em Feira de Santana. Igor Daniel Virgulino Lira, 21 anos, natural de Cuiabá e Guilherme Gomes Pereira Neto, 22, foram capturados e, com eles apreendidas furadeiras, lixadeiras, disco de corte, extensões elétricas e luvas, equipamentos que seriam usados para violar o estabelecimento.

Seguranças da instituição financeira, às 2 h, ligaram para o Centro Integrado de Comunicação (Cicom) daquela cidade informando sobre um barulho estranho no local. De imediato as guarnições se deslocaram para a Avenida Senhor dos Passos, no Centro, e foram recebidas a tiros pela quadrilha. Além da dupla presa, outros dois criminosos conseguiram escapar. As informações preliminares são de que fugiram utilizando um veículo modelo Celta, de cor branco. “Parabéns a toda equipe que atuou nessa ocorrência. Foram rápidos e precisos. Vamos agora atrás do restante”, declarou o comandante de Operações Policiais Militares, coronel Paulo Uzêda. Foto: Reprodução/Ilustração

Envolvidos num esquema que utilizava nomes e registros de três médicos conceituados de Salvador para adquirir ampolas de botox e anabolizantes, dois homens e duas mulheres foram apresentados à imprensa, nesta segunda-feira (21), pelos delegados Adailton Adan e Glória Isabel Ramos, do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCC). Os produtos eram revendidos de forma ilegal e renderam à quadrilha cerca de R$ 1 milhão.

Alisson Souza de Araújo, Flávio dos Santos Fraga, Flávia Peçanha Martins de Cavalcanti e Geniff Loise Batista Coutinho, foram presos, na sexta-feira (18), por equipes do DCCP, responsável pela investigação. Foram apreendidas 367 ampolas contendo botox de diversas marcas, 405 micro agulhas para aplicação do produto, ampolas contendo anabolizante, diversos aparelhos para rejuvenescimento facial, carimbos, receituários e cartões de crédito com os nomes dos médicos. Todo material estava nas residências dos presos, em diferentes bairros da cidade.

Segundo a delegada Glória Isabel Ramos, as investigações começaram há seis meses, quando um dos médicos procurou a polícia para denunciar que estava sendo cobrado por uma distribuidora sobre a compra de ampolas de botox que ele não havia feito. As receitas apreendidas eram utilizadas na compra de anabolizantes que também eram revendidos.

A delegada informou ainda que os investigadores chegaram a se instalar num apartamento, no Jardim Armação, para monitorar os passos da quadrilha. Maria Ledaiane Andrade Cruz, outra envolvida no esquema criminoso, foi liberada pela Justiça, por estar amamentando seu bebê de quatro meses, e não participou da apresentação.

Na noite do último domingo (20), Jailson Gomes de Jesus, mais conhecido como “Primavera”, levou um tiro de espingarda por não ter conseguido funcionar a sua caminhonete para que o suspeito de ter tentado matar uma outra pessoa em um bar empreendesse fuga do local.

O crime ocorreu na zona rural de Brasil Novo, em Querência. Jailson faleceu a caminho do Hospital Municipal de Querência. Relatos de pessoas que estavam no local dão conta que o autor do crime também foi morto por populares. O seu corpo foi encontrado em bifurcação com várias perfurações de tiros, facadas e pauladas.

O assassino de 'Primavera' se trata de José Barbosa de Andrade, fugitivo da justiça de Goiás desde 2015. Antes de ser morto, ele ainda agrediu um casal a coronhadas e tomou sua moto. Os feridos na ação do assassino de Jailson foram encaminhados para o hospital de Querência.

Após os trabalhos da Politec, as investigações ficarão a cargo da polícia civil local. Jailson morava há vários anos no estado de Mato Grosso, tendo vindo visitar parentes em Capim Grosso esse ano. O mesmo deixa familiares e amigos enlutados. Fonte: FR Notícias

Morreu na madrugada desta terça-feira (22) o soldado da Polícia Militar Yuri Lindemberg de Souza Lima Bezerra, 35 anos. Ele estava internado no Hospital Menandro de Farias desde segunda-feira (21) após ter se sentido mal durante a realização do Teste de Habilidade Específica para ingresso no Curso de Operações de Choque da Polícia Militar da Bahia em Salvador. Além de Yuri, outros dois policiais - que não tiveram os nomes divulgados - também passaram mal durante o exame físicos. Eles foram encaminhados para o Hospital Aeroporto. Não há informações sobre o estado de saúde deles.

De acordo com a PM o soldado Yuri foi atendido pela equipe médica do Departamento de Saúde da corporação que acompanhava o teste e levado para o hospital. O estado de saúde dele agravou e nesta madrugada ele não resistiu. "Yuri era lotado na Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Chapada) e há nove anos integrava as fileiras da corporação. Natural de Petrolina, em Pernambuco, o soldado era solteiro e deixa um filho. O horário e local do sepultamento serão definidos pelos familiares de Yuri", afirmou a PM, em nota de pesar. Correio - Foto: Ilustração/Divulgação-PMBA

O garimpeiro que ficou gravemente ferido no acidente em uma mina de ametistas na região da Quixaba, em Sento Sé, norte da Bahia, na noite de domingo (20), morreu no final de tarde de segunda-feira (21), no Hospital Universitário de Petrolina, em Pernambuco, onde estava internado. Outro trabalhador havia morrido no local, logo após a explosão.

Os dois garimpeiros foram identificados como Ivanilson Bezerra da Silva, de 21 anos, e João Martins Cordeiro Filho, de 35 anos. Eles eram naturais da cidade de Petrolina. O acidente ocorreu porque os trabalhadores colocaram mais de um explosivo na mina e foram verificar se um deles não tinha sido acionado. No entanto, quando entraram na mina, o dispositivo acabou explodindo. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro e liberados para os velórios.



De acordo com o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), as duas vítimas estavam em uma mina dentro de uma área que estava interditada. O DPNM também informou que o uso de explosivo em mina é um ato ilegal.

O DNPM e o Ministério Público Federal (MPF) de Petrolina estão acompanhando a situação da mina. Eles disseram que interditaram alguns locais da serra por questões de segurança, mas que os garimpeiros não estão obedecendo aos limites de segurança.

Os dois órgãos estão estudando agora a possibilidade de colocar barreiras policiais na entrada da serra para revistar os garimpeiros. Em nota, a cooperativa que representa os garimpeiros lamentou as mortes e disse que orienta os garimpeiros a não usarem explosivos. G1 - Fotos: Reproduções

Agentes e investigadores conseguiram evitar na madrugada deste sábado (19) uma fuga em massa do Complexo Policial de Irecê. Segundo a Polícia Civil, os presos serraram barras de ferros do teto na área de banho de sol, de onde pretendiam escapar.

Os investigadores Euler, Paulo, Elandir e Isabel, integrantes da 14ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Irecê), ouviram um barulho e desconfiaram de uma possível fuga. Por isso, os agentes intensificaram a vigilância no local.

A polícia acredita que a fuga seria em massa. A carceragem onde abriga os presos tem capacidade para 36, mas atualmente tem cerca de 120 detentos. A polícia disse que provavelmente os presos perceberam que estavam sendo vigiados pelos agentes e recuaram.

A última fuga em massa que ocorreu no Complexo Policial de Irecê aconteceu em fevereiro deste ano, onde mais de 15 presos serraram grades de ferro e com ajuda de uma corda, eles desceram o muro e escaparam. Alguns deles foram recapturados. Fonte: Líder Notícias

Segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados neste domingo (20) pelo jornal Folha de S.Paulo, o número de notificações de estupros coletivos – registrado pelos hospitais que atendem as vítimas –mais do que dobrou desde 2011, passando de 1 570 para 3 526, em 2016.

Trata-se da primeira vez em que se capta o crescimento desse crime no Brasil. Isso porque, na polícia esse tipo de violência sexual, praticada por mais de um agressor, usualmente não era contabilizado em separado de outros casos de estupro. Desde 2011, entretanto, tornou-se obrigatória a notificação por parte de serviços de saúde, públicos ou privados, como hospitais. As informações passaram a ser agrupadas pelo ministério.

Os estados Acre, Tocantins e Distrito Federal lideram as taxas de estupro coletivo por cem mil habitantes, com 4,41, 4,31 e 4,23, respectivamente. Esse tipo de crime representa hoje 15% dos casos de estupro atendidos pelos hospitais. *Informações da Veja.

O delegado Cristian Lanfredi, 42 anos, matou a mulher, a juíza do Trabalho Cláudia Zerati, 46, e depois se suicidou na manhã deste domingo (20). O crime aconteceu no bairro de Perdizes, na Zona Oeste de São Paulo.  Vizinhos ouviram disparos por volta das 6h, foram até o apartamento, a porta estava aberta e, quando chegaram, encontraram o casal baleado e já morto.

De acordo com o padrinho da única filha do casal, uma garota de seis anos, Cristian deixou a criança com ele por volta das 4h da manhã, depois de um desentendimento com a mulher em casa.  Ele voltou para a casa, em um prédio de alto padrão, matou a mulher e se matou, de acordo com as primeiras informações da investigação.

De acordo com o padrinho, a menina contou que os pais brigaram porque o pai havia se recusado a tomar seu remédio. O delegado estava afastado do trabalho para tratamento. O caso foi registrado no 91º Distrito Policial. O Tribunal Regional do Trabalho divulgou nota lamentando o falecimento da juíza, titular da 2ª Vara de Franco da Rocha. O expediente ficará suspenso nesta segunda-feira (21), em decorrência do luto. Correio - Foto: Reprodução

Mateus Gabriel Rocha, de 6 anos, morreu na tarde de sábado, 19, após cair em uma cisterna no município de Teixeira de Freitas (distante a 689 km de Salvador). O acidente aconteceu na rua São Benedito, no bairro de Tancredo Neves.

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, ele caiu na cisterna enquanto brincava com o irmão de 3 anos. Familiares acionaram os bombeiros depois do desaparecimento do garoto.

Durante o trabalho de buscas, a equipe de resgate foi informada que havia uma cisterna de 15 metros de profundidade. Quando chegaram no local, os bombeiros encontraram o corpo da criança. AT - Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Por volta das 2h da madrugada deste domingo (20), Iran Mateus Santos Silva, 17 anos, veio a óbito vítima de queda de moto na Av Centenário, trecho da BR 324, próximo ao Colégio Felicidade em Jacobina. Segundo informações, Iran seguia na garupa de uma moto pilotada por um colega que saiu ileso na queda.

Iran que trabalhava na Banca do Flávio, foi socorrido por uma unidade do Samu 192, dando entrada na emergência do Hospital Antônio Teixeira Sobrinho já sem sinais vitais. A Polícia Militar e a Guarda Municipal esteve acompanhando o caso e não há informações sobre as circunstâncias do acidente. Augusto Urgente

Um homem foi preso suspeito de estuprar três mulheres em menos de um ano na cidade de Itiúba, na Bahia. De acordo com a polícia, o mandado de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça da Bahia foi cumprido na sexta-feira (18).

Ainda de acordo com a polícia, o homem estava foragido desde o mês de julho, quando cometeu o segundo crime. Ele foi preso na quinta-feira (17), quando deu entrada no hospital da cidade por ter ingerido veneno, após divulgar em rede social um vídeo em que negava a autoria dos estupros e anunciava a tentativa de suicídio.

No hospital, o suspeito foi custodiado por guardas municipais de Itiúba, policiais civis e policiais militares, para garantir a segurança e evitar possível tentativa de fuga. Segundo a polícia, o suspeito está à disposição da Justiça na carceragem da Delegacia de Itiúba. A polícia não detalhou os crimes que teriam sido cometidos pelo suspeito. G1 - Foto: Reprodução

A Operação Balão Mágico, que integrou unidades das polícias Civil e Militar da Bahia e de Sergipe, além da Força-Tarefa e Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública, deflagrada na madrugada desta sexta-feira (18), desmontou uma organização criminosa que praticava tráfico de drogas, roubos a bancos e lavagem de dinheiro na Bahia, mais precisamente na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e em Sergipe. Cerca de 100 policiais participaram da ação que resultou em 10 prisões. Nove com mandado de prisão e um capturado em flagrante. Três adolescentes foram apreendidos.



Foram presos na RMS Mariana Oliveira Costa, André Luís Bacelar de França, Geraldo Silva dos Santos, Wagner Bacelar Costa, Daniela Santos Canuto, Caio Vinícius Nascimento Santos, Maria Auxiliadora Bacelar Costa e Sérgio de Jesus Lima foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e tráfico de droga. Em Aracaju, os policiais capturaram Luís Henrique Oliveira de Freitas e Juliana Santos Teles da Silva. Todo esse grupo, exceto Sérgio, possuía mandado de prisão.

Laelson Santana, mais conhecido como 'Galego', responsável pelas decisões estratégicas da organização criminosa, chefiava toda a quadrilha. Ele também tinha mandado de prisão expedido pela Justiça, atirou contra as equipes durante a perseguição e acabou sendo atingido. Foi socorrido para o Hospital Menandro de Farias, mas não resistiu aos ferimentos.



No total foram apreendidos com a quadrilha 13 armas, entre elas um fuzil M15, de fabricação norte-americana, calibre 556, nove pistolas dos calibres 9 milímetros, ponto 40, 45 e 380 e três revólveres calibres 38. A polícia encontrou ainda 85 mil reais em espécie, 21 kg de maconha e alguns veículos utilizados pela quadrilha.



Participaram da operação policiais dos departamentos de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Polícia do Interior, de Inteligência Policial (DIP), Coordenadoria de Operações Policiais, dos batalhões de Choque e de Operações Policiais Especiais (Bope).



"Essa foi uma resposta do Estado para o crime organizado e, feita de maneira integrada entre as forças de segurança", frisou o comandante do Policiamento Especializado da PM, coronel Humberto Sturaro. O diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão, por sua vez, ressaltou também as parcerias com a polícia sergipana e o Judiciário. Foto: Divulgação/SSP-BA

Dois amigos morreram após um atirar no outro por causa de R$ 15 em uma conta de bar, na cidade de Wanderley, no oeste da Bahia. O caso aconteceu na madrugada desta sexta-feira (18).

De acordo com a polícia, Davi Barros e Gileno Santana assistiam a uma partida de futebol em um bar. No momento de deixar o estabelecimento, os dois brigaram sobre quem deveria pagar o valor de R$ 15 cobrado.

Segundo o G1, durante a discussão, Davi teria dito que não ia pagar o valor porque tinha sido convidado por Gileno, que não gostou da resposta e ameaçou o amigo com um revólver. Os dois discutiram e Davi deixou rapidamente o bar. De acordo com a polícia, momentos depois da briga, Davi voltou para o estabelecimento, também armado, e atirou contra Gileno, que revidou.

A dupla foi socorrida por populares e levada para o hospital municipal, mas já chegou sem vida. O corpo de Gileno foi sepultado por volta das 8h desta sexta-feira. Segundo a polícia, o corpo de Davi será levado para Irecê, no norte da Bahia, onde deve ocorrer o sepultamento. G1

Por volta das 19h20 desta quarta-feira (17), um homem conhecido como Ceará de aproximadamente 50 anos, veio a óbito, vítima de atropelamento na BR 324, entre os bairros Jacobina II e Catuaba em Jacobina. Segundo informações, o veículo que causou o acidente evadiu-se do local. Ceará era morador de rua, fazia uso excessivo de bebida alcoólica e dormia na área do Posto Gumiro. O Samu 192 o com a equipe do Dr Luiz Felipe esteve no local, porém a vítima já não apresentava sinais.

Populares relataram que Ceará que era natural do Pernambuco não costumava andar no meio da pista. Não há informações sobre as circunstâncias do acidente. A Polícia Civil com o delegado Dr Tarcísio esteve no local. A Guarda Municipal e a Polícia Rodoviária Estadual sinaliziu a pista e o corpo foi removido pelo Departamento de Polícia Técnica para o IML. Augusto Urgente

O ex-jogador de futebol baiano Edílson da Silva Ferreira, o Edílson Capetinha, que estava preso há dois dias na Coordenadoria de Polícia Interestadual (Polinter), foi transferido nesta quinta-feira, 17, para o Complexo Penitenciário Lemos de Brito, no bairro da Mata Escura, em Salvador.

Conforme a Polinter, Edílson foi encaminhado para o Centro de Observações Penais (Cop), localizado dentro do presídio. O ex-atleta foi detido pela terceira vez na última terça-feira (15), por falta de pagamento de pensão alimentícia para o filho.

Após a prisão, o ex-atleta foi notificado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e teve os bens bloqueados, devido ao acúmulo de dívidas trabalhistas de uma empresa no segmento de eventos e bandas que ele e outros sócios administravam.

Um soldado da Polícia Militar foi preso em flagrante nesta quinta-feira (17) por integrar uma quadrilha de estelionatários. Uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Tático (Rondesp BTS) flagrou o praça e outros dois homens aplicando um golpe em uma empresa de locação de veículos. O crime consistia em retirar o veículo da empresa através de uma locação convencional, falsificar os documentos do automóvel, anunciar a venda através de sites da internet e consumar o crime lesando a empresa e o interessado na compra do carro.

Na ação desta quinta-feira (17), os policiais identificaram um anúncio suspeito e montaram campana em um hipermercado de Salvador, estipulado como local do encontro para acerto da transação de compra e venda do veículo anunciado. Os integrantes da quadrilha chegaram com o carro, imediatamente identificado como de propriedade de uma locadora. O trio foi preso em flagrante e com eles foram encontrados mais de R$ 4 mil em espécie, uma pistola calibre 380 de propriedade do policial, documentos de uma motocicleta, três telefones celulares e o veículo.

O crime foi registrado na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), onde os civis foram custodiados. O soldado foi levado para a Corregedoria Geral da PMBA, onde foram adotados os procedimentos legais para sua custódia na Coordenação de Custódia Provisória no Complexo da Mata Escura. A corporação deve abrir um processo administrativo disciplinar para apurar a conduta do policial. Em nota, a Polícia Militar disse que a conduta do seu integrante não coaduna com os valores da instituição. Foto: Divulgação/PM-BA

O número de pessoas mortas nos atentados jihadistas da região espanhola da Catalunha aumentou para 14 depois da morte, nesta sexta-feira (18), de uma mulher ferida ontem à noite no atropelamento de Cambrils, na província de Tarragona.

Segundo informaram à Agência EFE fontes do governo regional da Catalunha, é a primeira morte entre os seis pedestres feridos no atropelamento feito por cinco terroristas nessa cidade catalã. Os terroristas foram mortos posteriormente pela polícia. As outras 13 vítimas morreram ontem (17) em Barcelona, quando uma van invadiu a região das Las Ramblas, que deixou também 100 feridos.

As forças de segurança da Espanha estão à procura de Moussa Oukabir, irmão mais novo de um dos detidos pelo atentado no Boulevard de La Rambla, em Barcelona. Ele foi identificado como o suposto autor do ataque dessa quinta-feira (17), que deixou 13 mortos e 100 feridos. Ao serem questionadas, fontes policiais insistiram na hipótese de que Oukabir foi quem avançou com o veículo contra os pedestres que estavam no boulevard em Barcelona.

A polícia da comunidade autônoma da Catalunha prendeu ontem Driss Oukabir, irmão mais velho do procurado e cujos dados correspondiam ao da pessoa que alugou a van branca em um povoado da província de Barcelona. Fonte: Agência EFE

Abreu
Cafe beira rio