Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Também sustenta que houve coação e ameaça, inclusive com uso de armas de fogo, por meio de um emissário, e da máquina pública, para o recebimento dos valores, de empresários. "O paciente possui personalidade voltada para o crime", declarou o procurador regional eleitoral, Sidney Madruga. O advogado de Garotinho adiantou que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Agência Brasil - Foto: Phelipe Soares/NF Notícias e Agência Brasil

Abreu
Cafe beira rio