Cidadão do Povo
Mauricio Dias

O senador Fernando Collor poderá ter sua prisão preventiva decretada por falta de pagamento de pensão à ex-mulher, Rosane Malta. Ele deve depositar R$ 28 mil, por determinação judicial, até esta segunda-feira (4). No entanto, o valor da dívida com a ex-mulher já chega a R$ 1 milhão. O valor de R$ 28 mil é o valor fixado de pensão pela Justiça em 2005 que chega a 30 (trinta) salários mínimos por mês.

O pedido de prisão pode ser solicitado hoje, segunda-feira, de acordo com informações do Jornal Extra. “Tenho meus compromissos e já vou ter que arcar com os juros este mês”, reclamou Rosane ao jornal. Os problemas com pensão começaram logo após a separação do casal, há 12 anos. Ele pode ser obrigado a doar metade do salário à Rosane. Ou seja, R$ 33.763 brutos que Collor recebe mensalmente, R$ 16.881,50 seriam depositados na conta da ex.

“Ele me deve anos de pensão. Se não pagar mensalmente, vai preso. Eu estou pedindo os retroativos com todas as correções e juros”, completou Rosane. Ela ainda tem direito a carros e imóveis. Desde a separação, Rosane não recebeu nada da parte a qual tinha direito do patrimônio do ex-presidente. Foto: Reprodução

Abreu
Cafe beira rio