Cidadão do Povo
Mauricio Dias

O Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil tirou de circulação, na madrugada deste domingo (24), véspera do Natal, o Papai Noel do crime. Paulo Roberto Pereira Cerqueira, que leva o apelido do bom velhinho, e mais cinco comparsas se preparavam para arrombar caixas eletrônicos no bairro de Pirajá, mas foram interceptados.

Monitorados há oito meses, a quadrilha tinha como alvo os terminais do supermercado Mix Bahia, que fica localizado na frente da Igreja de Pirajá, na praça General Labatut. Equipes se posicionaram às 4h30 na região e alcançaram primeiro Papai Noel, que possuía um mandado de prisão em aberto por roubo a instituição financeira, e em seguida Geilson Santos Silva, o 'Careca', conhecido pelos investigadores por outras passagens pela mesma prática criminosa.

Percebendo a presença das viaturas, outros integrantes do grupo, que estavam atrás da igreja tentaram fugir, mas foram alcançados. São eles Edvaldo Rômulo Moura dos Santos, o 'Chapa', que também tinha mandado de prisão por roubos a banco e passagem pela polícia, Lucival Santos Silva, Marcos Silva Gomes dos Santos e Lucas Bahia Santos. Com os criminosos foram apreendidos um revólver calibre 38, munições, dois cilindros, um de oxigênio e outro de acetilêno, maçaricos e um veículo adulterado.

"Nossa sina é prender esses criminosos uma, duas, dez vezes. Praticamente todos com passagens pela polícia e dois com mandados em aberto. O pior é que se o crime acontecesse a cobrança recairia toda para as forças de seguranca", lamentou o diretor do Draco, Marcelo Sansão. O grupo e equipamentos apreendidos foram encaminhados para a sede do Draco, na Pituba. Foto: Divulgação/SSP-BA

Abreu
Cafe beira rio