Cidadão do Povo
Mauricio Dias

A Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Chapada evitou que Dinei Jesus dos Santos cometesse um crime contra a vida de sua ex-esposa Milena Santos Silva, na manhã da última terça-feira (14), por volta das 9 horas. O feminicídio ocorreria, na Lagoa de Cima, na cidade de Ibitiara, localizada a 552 km da capital.

Segundo o comandante da Cipe/Chapada, major PM Ricardo Passos, uma guarnição da unidade estava na delegacia do município quando Milena foi prestar a queixa contra seu ex-marido. “Ela contou, assustada, que Dinei portava uma arma de fogo e havia a ameaçado de morte. A vítima ainda afirmou que os irmãos do acusado teriam lhe agredido”, detalhou.



Imediatamente a guarnição se deslocou até o local indicado pela vítima, onde foi encontrado o agressor que mantinha uma espingarda artesanal municiada e mais uma pequena quantidade de pólvora, espoleta e chumbinho, em um depósito anexo à sua residência. Dinei e os materiais apreendidos foram encaminhados para a Delegacia Territorial de Ibitiara. Foto: Divulgação/SSP-BA

Diante de várias denúncias anônimas citando um tal "Zé Pequeno", que estaria praticando tráfico de drogas, roubos e ameaçando a população, na cidade Utinga (distante 442 km), guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Chapada ampliaram as ações na região e encontraram o criminoso.

Na noite de terça-feira (14), os militares apreenderam Zé Pequeno, um adolescente de 16 anos, no Beco do Damião. Após depoimento inicial, o menor indicou a residência utilizada para esconder a droga. Na casa, foram presos em flagrante William Lima de Meira, 19, e Veridiane Souza Silva, 28, esposa de um traficante de prenome Fabrício, procurado pelas polícias Militar e Civil.

No local foram apreendidos 50 porções de maconha, um saco com aproximadamente um quilo de pés de maconha, uma balança, entre outros materiais. O trio foi encaminhado para a Delegacia Territorial de Utinga.

"Imaginávamos, pelos tipos das denúncias, que seria um adulto. Nos surpreendemos com a frieza do menor. Infelizmente, sendo adolescente, rapidamente retornará ao bairro e continuará praticando crimes. Em breve faremos nova apreensão dele", lamentou o comandante da Cipe Chapada, major Ricardo Passos. Foto: Divulgação/SSP-BA

Guarnições da Cipe Caatinga localizaram o criminoso baiano, na cidade de Curaçá

Roniel Menezes Nogueira, criminoso foragido do presídio Edvaldo Gomes, localizado na cidade pernambucana de Petrolina, foi capturado, na tarde de quarta-feira (15), por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Caatinga. Ele foi encontrado, no município baiano de Curaçá, com armas longas, munições e drogas.

Durante dias, equipes da Cipe Caatinga acompanharam a movimentação de Roniel, na maioria das vezes usando um carro modelo Siena, da cor prata, no distrito de Pedra Branca. Com a casa confirmada os PMs esperaram o momento certo para efetuarem a prisão e buscas na residência.

No local foram achados um rifle, sem marca aparente, calibre 22, três espingardas, duas calibres 12 e uma 36, uma pistola modelo PT 100, munições de diversos calibres, porções de cocaína, sementes de maconha, cerca de R$ 12 mil em espécie e cheques, além de um carro modelo Hylux.

A casa utilizada para armazenar os materiais pertence a um criminoso conhecido como 'Zinho', autor, em conjunto com Roniel, de assaltos a postos de combustíveis na região. Na Delegacia Territorial de Juazeiro, a polícia confirmou que, além do mandado por ser foragido do sistema prisional de Pernambuco, Roniel possuía um mandado de prisão na Bahia pelo crime de sequestro.

"Estávamos atrás dele por conta dos roubos na região e conseguimos êxito na captura. Seguimos agora atrás de Zinho e dos outros integrantes da quadrilha", contou o comandante da Cipe Caatinga, major Wildon Teixeira dos Reis. Foto: Divulgação/SSP-BA

Cinco revólveres – três calibre 38 e dois 32 – foram apreendidos com traficantes no município de Jaguaquara, momentos antes do grupo tentar "invadir" o bairro Ceará, para matar rivais da venda de entorpecentes. Uma denuncia anônima levou policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado/Central até a quadrilha, que estava em um veículo Topic, na rua Tosta Lima.

De acordo com o comandante da Cipe/Central, major Fábio Rodrigo de Melo Oliveira, oito homens, todos armados, estavam no veículo. " Os policiais tentaram fazer a abordagem, mas eles resistiram na mesma hora", relatou. Na ação, cinco foram atingidos e não resistiram aos ferimentos. Rodrigo Moreira Calista, 18 anos, é o único identificado até o momento. Ainda segundo o major, a ação policial impediu a realização de uma chacina. "Se houvesse a invasão ia sobrar para envolvidos e inocentes, inclusive mulheres e crianças, quem estivesse próximo aos desafetos deles", alertou o major.



Cercos na região estão montados na busca pelos demais integrantes da quadrilha, que também é responsável por outros crimes na região do Vale do Jiquiriçá, além do tráfico. "A ousadia do em tentar atingir uma unidade especializada mostra o tamanho da periculosidade do grupo. As equipes estão de parabéns em frustrar a ação do crime, certamente impedindo a morte de inocentes", afirmou o comandante de Policiamento Especializado (CPE), coronel Humberto Sturaro. Foto: Divulgação/SSP-BA

O estado americano de Ohio precisou suspender, nesta quarta-feira (15), a decisão de executar um condenado muito doente, pois os agentes penitenciários não conseguiram encontrar uma veia adequada para injetar as substâncias letais, segundo a imprensa local. Alva Campbell deveria ser executado às 10h00 locais (13h00 de Brasília). O preso de 69 anos foi condenado à pena capital pelo homicídio de um jovem de 18 anos em 1997.

Durante vários minutos, os agentes tentaram inserir um cateter, tanto em veias dos braços, como das pernas, para administrar a injeção letal, mas acabaram desistindo, de acordo com jornalistas que acompanharam a tentativa de execução. "Não vamos nos precipitar para executar alguém", afirmou o diretor dos serviços penitenciários de Ohio, Gary Mohr, citado pela emissora WHIO.

A filial de Ohio da União Americana de Liberdades Civis (Aclu) denunciou em um comunicado a sessão de "quase duas horas de tortura" infligida ao preso. "Essa é a quinta execução fracassada em Ohio em alguns anos e é a segunda vez que o Estado não conseguiu completar uma execução. Isso não é Justiça e não é humano", disse a Aclu.

Com a saúde debilitada, Campbell recebeu uma almofada especial para lhe ajudar a respirar no momento da execução. Ele sofre de uma insuficiência pulmonar grave e precisa de quatro tratamentos diários para conseguir respirar. Campbell usa uma bolsa de colostomia, caminha com andador e possivelmente sofre de um câncer de pulmão, dizem seus advogados. Fonte: AFP

Um homem de prenome Washington, mais conhecido pelo apelido de "Alemão", foi morto a tiros no final da tarde desta terça feira (14), no interior de um lava-rápido, onde trabalhava, na cidade de Várzea do Poço-BA.  Segundo informações de populares, dois homens em uma moto pararam ao lado do estabelecimento, entraram e efetuaram os disparos contra a vítima.

As polícias Civil e Militar estiverem no local preservando o local do crime, até a chegada do DPT para realizar a perícia. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médio Legal (IML) de Jacobina para os procedimentos de praxe. Fonte: Várzea do Poço Notícias - Fotos: Portal Serrolândia.

Na noite desta terça-feira (14) por volta das 22h50, três jovens morreram após uma colisão entre um veículo Fiat Pálio, placas JQI-9983 e uma carreta de dados ignorados. Segundo ocorrência policial, o fato ocorreu na BR-324, nas proximidades do município de Tanquinho.

As vítimas que estavam no veículo de passeio foram identificadas como Lázaro Luiz dos Santos de Jesus, 28 anos, que teve o corpo preso entre as ferragens e foi retirado com o auxílio da equipe do corpo de bombeiros. Já as outras duas vítimas; José Márcio de Araújo Carneiro, 22 anos, e José Rogério de Araújo Carneiro, 27, tiveram seus corpos encontrados às margens da pista.

Segundo informações, os jovens residiam no município de ichú e retornavam da cidade de Feira de Santana para suas residências. Os corpos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana, após levantamento cadavéricos presidio pela delegada Maria Clécia Vasconcelos. *Com informações e foto da Central de Polícia

Douglas Mendes Lopes, 30 anos, aluno do primeiro semestre de design gráfico da Universidade Salvador (Unifacs), foi indiciado por estupro, após se masturbar na frente de, pelo menos, duas colegas. Preso em flagrante na última sexta-feira (10), teve, depois da audiência de custódia realizada segunda-feira (13), a prisão convertida em preventiva.

No final da manhã desta terça-feira (14), Douglas, que estudara anteriormente na Unijorge, foi apresentado à imprensa, acusado por duas colegas de colocar o órgão genital para fora da calça e se masturbar. "Ontem, duas estudantes da Unijorge telefonaram. falando que ele teve este mesmo procedimento quando estudou por lá", contou a titular da 16 Delegacia Territorial (Pituba), delegada Selma Reis.

Explicou que, na sexta-feira (10), seguranças da Unifacs acompanhavam o caso através das câmeras e avisaram aos policiais da 16ª DT. "Nossa equipe foi até ao local e prendeu Douglas em flagrante", disse Selma, acrescentando que, durante o interrogatório, debochou do trabalho da polícia, chegando a falar que logo estaria solto. “Ele se enganou", ressaltou Selma, observando que Douglas será encaminhado, ainda nesta terça-feira (14), para o sistema prisional. Se condenado, poderá pegar pena entre seis e dez anos. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Ação conjunta da 18ª DT e do 12º BPM, ambos de Camaçari, capturou acusados de incendiar sede da Seinfra para esconder golpe.

Cinco integrantes de uma quadrilha envolvida na venda de supostas inscrições para aquisição de imóveis do programa Minha Casa Minha Vida, em Camaçari, foram presos, na segunda-feira (13), durante uma operação conjunta da 18ª Delegacia Territorial (DT) e 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM), ambos sediados naquela cidade da RMS.

A funcionária da Prefeitura de Camaçari Marizete Pereira da Encarnação e os comparsas Isau Pereira Bispo, o “Borrachinha”, Carlos Silva dos Santos, o “Lula”, Joseane Paixão de Souza, a “Jeane”, e Andréa Cristina Amélia do Nascimento foram apresentados à imprensa, na tarde desta terça-feira (14), na sede da 18ª DT/Camaçari, pela delegada titular Thaís Siqueira e pelo comandante do 12ª BPM, tenente-coronel PM Henrique Melo.

As investigações sobre a quadrilha começaram em fevereiro deste ano, quando denúncias anônimas foram encaminhadas à polícia sobre o golpe que vinha sendo aplicado pelo grupo. E, desde então, a sede da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), de Camaçari, foi alvo de três incêndios criminosos.

A delegada Thaís Siqueira, que coordenou à investigação, informou que a quadrilha ateou fogo ao prédio três vezes, sendo a última delas no dia 2 de novembro, na tentativa de destruir evidências que comprovassem a fraude. O primeiro a ser preso foi Isau, que havia sido contratado por Carlos e Joseane para causar os incêndios pela quantia de R$ 2 mil.

Em seguida, os policiais prenderam o casal e chegaram até o contato da quadrilha dentro da prefeitura, a servidora Marizete, e depois à quinta integrante Andréa, que ficava responsável por cooptar os clientes, que pagavam entre R$ 1 mil e R$ 3 mil pela promessa de um imóvel do programa de habitação.

Isao, Carlos, Joseane, Marizete e Andréa foram autuados em flagrante por associação criminosa, pela delegada titular, e seguirão para a audiência de custódia com o juiz. A investigação prossegue para investigar outros envolvidos nos crimes. Foto: Divulgação/SSP-BA

Aidilson (esquerda) e Mateus (direita) foram apresentados, na tarde desta terça-feira (14), no auditório do DHPP

Poucas horas após ter o corpo da jornalista Daniela Bispo dos Santos, 39 anos, descoberto com sinais de violência nas escadas do edifício Catabas Empresarial, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) identificou e capturou Mateus William Alecrim Dourado Araújo, 32, em Lauro de Freitas, autor do crime classificado como feminicídio. Ele planejou a morte de Daniela, com quem mantinha um relacionamento, levando uma pedra escondida dentro de uma mochila, ao local de trabalho da vítima.

Em depoimento, confessou o crime, segundo ele, motivado pela pressão feita por Daniela para que assumissem o relacionamento amoroso. De acordo com a delegada Milena Calmon, titular da 1ª Delegacia de Homicídios/Atlântico, responsável pelo caso, o acusadomorava com a companheira. Ele e Daniela começaram a se relacionar quando trabalharam juntos num call center, onde ele era gerente. Mesmo depois de ser demitido, continuou se encontrando com Daniela e, recentemente, ela teria passado a exigir que ele se separasse da mulher e a assumisse como namorada.

A polícia apurou ainda que Mateus teve acesso ao prédio em que a vítima trabalhava sob o pretexto de buscar uma chave. Ele a chamou para uma conversa nas escadarias do prédio e os dois começaram a discutir. Quando as agressões começaram até utilizar o paralelepípedo para matar a jornalista. “As imagens das câmeras de segurança do prédio e o depoimento de testemunhas que o reconheceram como namorado de Daniela foram cruciais para a elucidação do homicídio”, destacou a delegada.

Corretora de Imóveis

Outro feminicídio elucidado nesta terça-feira (14) foi o caso da corretora de imóveis Janaína Silva de Oliveira, assassinado na última quinta-feira pelo namorado Aidilson Viana de Sousa, de 44. Identificado como principal suspeito pela polícia e com mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça Aidilson se apresentou com advogado na sede do DHPP após negociar a sua rendição.

Em depoimento, alegou ter cometido o crime por legitima defesa. Afirmou que Janaína estava alcoolizada quando começaram a discutir na última quinta-feira (9) e que a vítima teria iniciado as agressões com uma faca, sendo imobilizada e morta em seguida por ele.

Há dois anos Janaína denunciou uma agressão cometida por Aidilson na 27ª Delegacia Territorial de Itinga, onde um inquérito foi instaurado e uma medida protetiva foi deferida pela Justiça. Porém, após o primeiro prazo finalizar, a medida não foi renovada a pedido da vítima.Pessoas que conviviam com o casal disseram, em depoimento, que o casal brigava com frequência. Foto: Jorge Cordeiro/Divulgação/SSP-BA

Os primos Silvanderson Santana de Jesus, conhecido como “Curió”, e Sivanilton Ferreira Alves, o “Moral”, ambos de 24 anos, foram presos na última sexta-feira, 10, após tentar matar o vizinho com golpes de pedra na cabeça. A agressão aconteceu no bairro Bananeira, em Jacobina (a 345 km de Salvador), no dia 25 de setembro.

De acordo com a delegada Manuela Rodrigues, titular da 1ª Delegacia Territorial (DT/Jacobina) os primos agrediram Uemisson Oliveira dos Santos, 24, após ter os parentes ofendidos durante uma discussão. Eles eram procurados pela polícia. Uemisson precisou ser transferido de Jacobina para Salvador, onde permanece internado. Silvanderson e Sivanilton estão custodiados no Complexo Policial de Jacobina, à disposição da Justiça. A Tarde - Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um grupo armado matou um cigano de 39 anos e feriu outras duas pessoas por volta das 10h30 desta segunda-feira (13), em Pé de Serra, no território da Bacia do Jacuípe. O crime ocorreu na Rua Adelaide Souza, no bairro Dos Ciganos. Segundo informações, cerca de quatro criminosos se aproximaram em um carro branco, chegarem a residência e apontaram as armas na direção das vítimas que conversavam na frente do imóvel e atiraram várias vezes.

O cigano Antônio Fábio Oliveira, conhecido como “Huck Cigano”, morreu no local. Índia de Almeida, idade não revelada, e o filho dela, Yure Almeida, também foram atingidos pelos disparos. Mãe e filho foram socorridos no Hospital Municipal Isadora Alencar e, posteriormente, transferidos para o Hospital Geral Cleriston Andrade (HGCA) em Feira de Santana. O estado de saúde deles não foi divulgado.

“Três ou quatro indivíduos encapuzados desembarcaram de um veículo de cor branca – podendo ser um Fiat Punto ou Toyota Corola e efetuaram os disparos”, informou um policial. Após o crime, o grupo fugiu tomando rumo ignorado. Como os criminosos não entraram na residência, a polícia descarta a hipótese de assalto. A motivação e a autoria do crime estão sendo investigadas pela Polícia Civil. O corpo do cigano foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Serrinha. Fonte: Calila Notícias - Foto: Reprodução/Youtube

Abandonado há oito anos na porta da Companhia Independente de Policiamento Tático (Rondesp/Atlântico), localizada no bairro do Stiep, o cão apelidado pelos policiais de'Cabo Rodo' é o mascote da Rondesp, juntamente com as cadelas 'soldadas' Luma e Bebel.

Uma das responsáveis por cuidar de Rodo, a cabo Andréa Barbosa dos Santos revela que, desde quando chegou à unidade, ainda filhote, ganhou a afeição dos policiais. Lembrou que, uma vez, ele foi acompanhar uma ação policial na Boca do Rio e acabou levando três tiros. “Inteiramente recuperado, hoje corre todos os dias com a tropa um percurso de cerca de 10 quilômetros”, ressaltou.



Em outra ocasião, Rodo foi atrás de um assaltante que pilotava uma moto. “Num dia de atividade física na rua, os policias perceberam um bandido tentando roubar uma mulher no Stiep. Rodo correu e conseguiu derrubar o criminoso, que acabou preso”, pontuou a cabo Andréa.

Garantiu ainda que a relação de Rodo com os policiais e com os moradores da região da Rondesp Atlântico é de amizade. “Todos cuidam dele: dividimos os gastos com alimentação e veterinário”, explicou, observando que Rodo já teve câncer de próstata e passou por um longo tratamento quimioterápico.



Aos finais de semana, as cadelas Bebel e Luma vão para a casa da cabo Andréa. Rodo,entretanto, não deixa as instalações da Rondesp. “A partir de sexta-feira, curte as namoradas, retornando, no período da noite, para ficar aqui de plantão na unidade. A vizinhança toda o conhece, daí não nos preocupamos com suas saídas”. Andréa conta que Rodo é cheio de mania “Só come um tipo de ração, a mais cara, e a água tem que estar sempre gelada. É um policial padrão, anda fardado e agora será promovido a sargento”, finalizou. Ascom/Natália Verena - Foto: Jorge Cordeiro

A Polícia Civil de Irecê pediu a prisão temporária de Maurício Machado Carvalho, 19 anos, por homicídio doloso (quando o indivíduo não tem intenção, mas assume o risco). No último domingo (12), o carro que ele dirigia, um Toyota SW4, atingiu outro veículo e deixou quatro pessoas mortas, todas da mesma família. Os mortos foram identificados como sendo Ednilson Alves dos Santos,  54 anos; sua esposa Zuleide da Silva Ferreira, sua filha Itamara dos Santos, 25 anos, e a filha de Itamara, Grazy Santos, de apenas três anos de idade.



Segundo a polícia, uma garrafa de uísque e copos foram encontrados no interior do veículo, o que sugere que Maurício estaria ingerindo bebida alcoólica. Ainda segundo a polícia, pela forma como ocorreu o acidente, Maurício estaria trafegando em altíssima velocidade. “Em uma análise preliminar, constatou-se que o veículo SW4 invadiu a faixa da pista na contramão e abalroou o veiculo Santana, que vinha regularmente na sua faixa”, relata um boletim expedido pelo delegado Ernandes Júnior.

O boletim ainda acrescenta que Maurício não prestou socorro às vítimas, nem entrou em contato com o serviço de emergência local. Em 2016, quando ele ainda era adolescente, respondeu por ato infracional por porte ilegal de arma de fogo e condução de veículo automotor sem habilitação. Fonte: Líder Notícias

Quatro pessoas da mesma família (uma criança de três anos, entre elas) morreram em uma batida entre dois carros no final da madrugada deste domingo (12), em um trecho da BA-052, em Irecê, centro norte baiano. Uma mulher, também da mesma família, ficou ferida e foi levada para o Hospital Regional de Irecê. Segundo o Central da Notícia, as vítimas, que estavam no mesmo carro, seguiam para América Dourada, cidade da região de Irecê.

Conforme a Polícia Civil, o motorista do outro carro envolvido no acidente fugiu após a batida. O acidente ocorreu por volta das 5h da manhã, e os carros ficaram destruídos após a colisão. Vieram a óbito: Edenilson Alves dos Santos, de 54 anos, Zuleide da Silva Ferreira, de 57 anos, Itamara Ferreira dos Santos, de 25 anos, e Graziele Campos Santos, de 3 anos. A vítima que ficou ferida, única sobrevivente da família, foi identificada como Amanda Ferreira dos Santos. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil. Bahia Notícias - Foto: Luciano Castro / Central da Notícia

Uma denúncia anônima ajudou guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Nordeste a localizarem, na tarde desta sexta-feira (10), maconha, cocaína, crack, munições e dinheiro proveniente de venda de drogas, na cidade de Cícero Dantas (distante 300 quilômetros da capital). O criminoso Luís Antônio de Miranda, dono do estabelecimento onde parte do material ilícito foi encontrado, acabou preso em flagrante.

Na praça Sergipe, as equipes acharam a casa denunciada e Luís, que se identificou como proprietário. Após autorização, os PMs fizeram uma revista no imóvel e encontraram dois quilos de maconha, 74 pinos de cocaína, duas munições de calibre 32 e R$ 159,00 em espécie. Perguntado sobre com quem ele teria conseguido o material, as guarnições foram guiadas até outra casa, próxima ao local. Nessa segunda residência foram apreendidos mais sete quilos de maconha prensada, 600g de crack, 400g de cocaína, 586 pinos de cocaína, um pacote com pinos vazios e mais R$ 341,00 em dinheiro.

“Esse é o nosso dia a dia. Parceria com a população, prisões e apreensões. Não daremos descanso ao tráfico de drogas. Lamentamos a presença de jovens no consumo desses entorpecentes”, afirmou o comandante da Cipe Nordeste, major Wellington Morais dos Santos. O oficial acrescentou que buscas na região continuam sendo realizadas com o objetivo de capturar o dono da segunda casa, que conseguiu fugir no momento da chegada das equipes. O traficante e todo o material apreendido foram apresentados na Delegacia Territorial de Cícero Dantas. Foto: Divulgação/SSP-BA

Com a aproximação das guarnições, os criminosos tentaram fugir, mas foram alcançados pelos militares

Enquanto realizavam rondas no bairro de Santa Luzia, na sexta-feira (10), no município de Valença, guarnições da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar, prenderam em flagrante, Dagoberto Santos Neto, Emerson Oliveira do Bonfim e Edvaldo Reis da Conceição em posse de drogas e arma de fogo.

Conforme informou o tenente lotado na 33ª CIPM, Sinésio Andrade dos Santos, os policiais perceberam que o trio apresentava atitude suspeita e se aproximaram para realizar abordagem. “Quando os bandidos notaram que a viatura estava se aproximando, eles tentaram fugir, mas as guarnições conseguiram alcançá-los”, disse.



Durante a abordagem foram encontrados com os criminosos uma espingarda calibre 28, embalagens para armazenar drogas, 38 buchas de maconha, 14 pinos de cocaína, 26 pedras de crack e R$ 42. Após o flagrante, o trio e todo material apreendido foram encaminhados para a Delegacia Territorial de Valença. Foto: Divulgação/SSP-BA

Uma operação da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, com sede em Senhor do Bonfim, prendeu, na manhã desta sexta-feira (10), Álison Wilson Nepomuceno dos Santos, o 'Gordo', 24 anos, foragido da Penitenciária de Juazeiro. Ele cumpria pena por prática de roubo e, beneficiado com uma saída durante a Semana Santa, não mais retornou ao presídio.



Também foram presos Raylane de Jesus Silva, 21 anos, Daniel Conceição Cardoso, 18, Alan Batista de Souza Silva, 25, e Shirley da Silva Venâncio, 32. Todos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico e se encontram à disposição da Justiça. Vários dolões de maconha, todos prontos para venda, foram apreendidos em pontos diferentes. A operação, cujo objetivo era combater o tráfico de drogas e os homicídios na cidade, foi deflagrada para cumprir oito mandados de busca e apreensão numa localidade conhecida como 'Beco Fino'. Foto: Divulgação/Polícia Civil

O comerciante Gilson Santana de Almeida foi capturado em flagrante por unidades da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Chapada, no povoado de João Amaro, localidade conhecida como 'Beco do Tiro', no município de Ipirá, distante 202 quilômetros da capital. Em seu boteco, chamado Bar Ipirá, Gilson vendia, além de bebidas, armas e munições de grosso calibre.



No estabelecimento os policiais apreenderam um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 36, 11 munições para calibre 38, três para calibre .44, cinco munições e dois cartuchos para calibre 20, quatro munições e dois catuchos para calibre 32, cinco cartuchos para calibre 25 e um calibre 36, quatro coldres – suporte para carregar armas -, um porta munição, uma luneta e R$ 60. No bolso de Gilson, a polícia também encontrou uma pistola tipo bereta, calibre 6.35, municiada.

As unidades chegaram ao criminoso após receberem denúncias de moradores que perceberam uma estranha movimentação no ponto comercial. Segundo o comandante da Cipe/Chapada, major Ricardo Passos, essa ação exemplificou a importância do apoio da população no combate a criminalidade. “O cidadão tem contribuído com os nossos serviços”, finalizou. A população pode continuar colaborando com o trabalho das forças da Segurança Pública através do Disque Denúncia no telefone 181 ou via 190. Foto: Divulgação/SSP-BA

Equipes da 17ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) de Juazeiro apreenderam, no final da tarde de quarta-feira (8), um fuzil, bastões de dinamite e combustível. O flagrante ocorreu no distrito de Jurema, às marges da BR-407, durante diligências para combater quadrilhas de roubos a bancos e venda irregular de combustível.



Numa borracharia e em uma residência, ambas de propriedade de Marcos Jorge Rodrigues de Souza, foram localizados um fuzil calibre 7.62 com dois carregadores, munições, 71 bastões de dinamite, 440 litros de combustíveis (estes enterrados) e um rádio portátil de comunicação. Alex dos Santos Oliveira, que tomava conta de todo o material, e Marcos Jorge foram presos em flagrante e apresentados na 17ª Coorpin.



“Fechamos o cerco contra a atuação de quadrilhas de roubos a bancos em todo o interior do estado. Juazeiro é uma cidade muito importante nesse contexto por fazer divisa com Pernambuco. Sabemos das movimentações de bandos regionais e também vindos de outras partes do país. Aumentamos as ações e conseguimos tirar de circulação esta grande quantidade de explosivos, que fatalmente seria utilizada em assaltos a instituições financeiras”, afirmou o delegado Flávio Góis, diretor em exercício do Departamento de Polícia do Interior (Depin). Foto: Divulgação/SSP-BA

Abreu
Cafe beira rio