Cidadão do Povo
Mauricio Dias

As autoridades locais abriram uma investigação para analisar se houve erros médicos no caso. Até agora, se sabe que os responsáveis pelo parto não realizaram um eletrocardiograma, capaz de avaliar o coração de uma pessoa e capaz de detectar pequenos impulsos elétricos. O hospital informou que desligou os profissionais de sua equipe e que está analisando registros e vídeos em busca de provas que ajudem a entender o que aconteceu. “Estamos abalados e preocupados com este incidente raro”, afirmou a direção.

De acordo com o site New Indian Express, se o hospital for considerado culpado, pode perder sua licença médica. “Quando o relatório final sair, medidas mais severas serão adotadas”, explica um dos responsáveis pela investigação. IN - Foto: Reprodução

Cafe beira rio
Abreu