Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Rapaz retirou o rabo após passar 18 anos convivendo com a deformação

Uma situação bastante incomum foi flagrada por um grupo de médicos da Índia. Eles operaram um paciente que estava na mesa de operação para retirar um “rabo” de 17,8 centímetros. Segundo os médicos, o paciente indicou que o “rabo” começou a se desenvolver quando ele ainda era um bebê. Após 18 anos de vida e incômodo, resolveu tomar uma providência.

Os pais do jovem acreditavam que o rabo no filho era sinal de sorte

Acredita-se que o “rabo” do indiano em questão é o maior que já foi registrado em seres humanos. A questão é que em casos semelhantes a retirada acontece logo nos primeiros dias de vida da pessoa. Acontece que os pais do jovem, que teve sua identidade preservada, acreditavam que o rabo não era algo negativo. Ajudaram o filho a escondê-lo, mas sem tirá-lo, já que acreditavam se tratar de um sinal de sorte.

Pessoas podem nascer com esse tipo de deformação em duas situações

As dores, porém, transformaram a situação em algo insustentável e a cirurgia foi a única saída. Os médicos afirmaram que o procedimento foi bastante simples e bem sucedido ao seu final. Existem dois tipos de “rabos” que surgem em humanos. Este, menos raro, acaba sendo apenas um acúmulo de pele e gordura. Existe outro, porém, que tem nervos, músculos e em alguns casos até cartilagem e vértebras, podendo se mexer e, claro sendo muito mais raro. Yahoo - Foto: Reprodução

Atualmente, mais de 2.300 pessoas estão na lista de espera da Central de Transplantes da Bahia. De Janeiro a agosto de 2016, a Bahia registrou crescimento de 40% no número de transplantes realizados, e de 20% no número de doadores, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Para salvar ainda mais vidas, há um ano a Bahia lançou a Política Estadual de Incentivo ao Transplante. Segundo a coordenadora do centro, América Carolina Sodré, a equipe do Hospital Ana Nery foi credenciada e já realizou o primeiro cardíaco. A Bahia conta com duas instituições credenciadas para transplante de fígado, seis para transplante renal , uma para coração, outra para pulmão, duas para medula óssea e 16 para transplante de córneas. R7

Uma das ações sociais mais aguardadas do ano chega à Jacobina, neste sábado (8) de outubro: o “Dia Integrar”. Esse evento é uma ação de responsabilidade social promovida pelo Instituto Yamana de Desenvolvimento Socioambiental, realizado por meio da unidade Jacobina Mineração e Comércio (JMC).

A programação inclui consultas médicas e odontológicas além de exames, testes de glicemia e aferição de pressão arterial.  Para entreter toda a família, haverá ainda jogos, brinquedos, apresentações circenses e espetáculos musicais. De acordo com a analista de comunidades da JMC, Isadora Cerqueira Souza, o objetivo dessa ação é contribuir com a comunidade a partir do acesso à atividades essenciais, estímulo à saúde e ao bem-estar, além de valorizar a cultura local e promover mais conhecimento e diversão. “Será um dia repleto de surpresas, diversão, prestação de serviço e muita alegria”, garante Isadora. Outro destaque do Dia Integrar será a distribuição de  mudas de plantas nativas, frutíferas e ornamentais. Serão mais de 22 espécies para os participantes poderem escolher.  

Segundo ela, o “Dia Integrar” é o momento ideal para a comunidade colocar a vida em dia, tirar foto 3x4, cortar cabelo, obter conhecimentos jurídicos e sobre como anda a saúde. Todos os serviços prestados são gratuitos e o “Dia Integrar” será realizado na Escola Estadual Frei José da Encarnação (em frente ao Hospital Regional), das 8h às 15h.

Confira data, horário e local:
Data: 8 de outubro
Horário: 8h às 15h
Local: Escola Estadual Frei José da Encarnação (em frente ao Hospital Regional).

Terminou nesta sexta-feira (30), o período da Campanha Nacional de Multivacinação na Bahia, que teve início no dia 19. A iniciativa do Ministério da Saúde visou incentivar a população a colocar as vacinas em dia, principalmente, os pais ou responsáveis por crianças de até 5 anos de idade ou entre 9 e 15, público-alvo da campanha.

Todas as vacinas oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) foram disponibilizadas, de igual modo, pela primeira vez na história da Campanha - incluindo a vacinação contra poliomielite, que ocorre todos os anos, e a imunização contra HPV para meninas. De acordo com a Assessoria do Ministério da Saúde, para a realização da campanha, 19,2 milhões de doses extras de 14 vacinas foram enviadas para as unidades da Federação.

É importante frisar que independente do fim da Campanha de Multivacinação, todas as vacinas continuam disponíveis em todos os postos públicos de saúde do Brasil.  A documentação necessária para o atendimento é simples:  cartão do SUS, e caderneta de vacinação - caso não tenha o cartão do SUS, é preciso trazer Identidade ou CPF. Foto: Reprodução

Ao menos 92% dos habitantes do planeta vivem em locais onde a qualidade do ar não se enquadra nos padrões fixados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), adverte um relatório do órgão. "É necessário, de forma urgente, a adoção de medidas para se enfrentar a contaminação do ar", afirma Maria Neira, diretora do departamento de Saúde Pública da OMS.

No relatório baseado em dados provenientes de mais de 3 mil locais - rurais e urbanos - a OMS conclui que 92% da população mundial vive onde os níveis da qualidade do ar não correspondem ao padrão em relação a partículas finas em suspensão, de menos de 2,5 micrômetros.

Estas partículas "incluem contaminantes como os sulfatos, os nitratos e a fuligem, que penetram profundamente nos pulmões e no sistema cardiovascular, o que representa um risco grave para a saúde humana". O organismo detectou que os níveis de contaminação são especialmente elevados no Mediterrâneo oriental, no Sudeste Asiático e no Pacífico Ocidental.

A OMS identifica como principais causadores da má qualidade do ar "os modos ineficientes de transporte, a queima de combustível nas residências e de rejeitos, as centrais elétricas e as atividades industriais", mas também cita como fatores fenômenos naturais, como as tempestades de areia.

Shimon Peres, o ex-presidente israelense que ganhou um Prêmio Nobel por seus esforços para selar a paz com os palestinos, morreu aos 93 anos, nesta terça-feira. A condição de Peres piorou na sequência de um acidente vascular cerebral há duas semanas. Ao longo de uma carreira de 70 anos, Peres serviu como primeiro-ministro, presidente e líder do Partido Trabalhista.

Shimon Peres foi o último sobrevivente de um grupo de líderes que testemunharam a criação do Estado de Israel, em 1948, incluindo David Ben-Gurion, Moshe Dayan, Golda Meir e Ariel Sharon, entre outros. No auge de sua carreira, ele ganhou um Prêmio Nobel em 1944 por negociar um acordo de paz entre israelenses e palestinos. A morte do líder israelense causou repercussão em todo o mundo. Foto: Reprodução/Youtube

Seis faculdades baianas foram selecionadas pelo Ministério da Educação para receberem cursos de Medicina, por meio do programa Mais Médicos. Alagoinhas, Eunápolis, Guanambi, Itabuna, Jacobina e Juazeiro estão entre as 37 cidades selecionadas pelo edital e que juntas devem ofertar pelo menos 2.460 vagas.

Faculdade AGES será responsável pelo curso de medicina em Jacobina

Antes da implementação dos cursos, as faculdades deverão entregar até 11 de outubro a garantia de execução e assinar o termo de compromisso. O MEC terá ainda que monitorar a implantação dos projetos apresentados, o que deve ser realizado entre três e 18 meses.

Cidades baianas selecionadas para implantar o curso de medicina e respectivas instituições responsáveis:

Alagoinhas - Sociedade  de  Ensino  Superior  Estácio  de  Sá  Ltda
Eunápolis - Pitágoras  -  Sistema  de  Educação  Superior  Sociedade  Ltda
Guanambi - Sociedade  Padrão  de  Educação  Superior  Ltda
Itabuna - Instituto  Educacional  Santo  Agostinho  Ltda
Jacobina - AGES  Empreendimentos  Educacionais  Ltda
Juazeiro - IREP  Sociedade  de  Ensino  Superior,  Médio  e  Fundamental  Ltda.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Antônio Nardi, assinou, nesta segunda-feira (26), na sede da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), em Washington, Estados Unidos, o contrato que mantém, por mais três anos, a participação dos médicos cubanos no programa Mais Médicos. No último dia 13 de setembro, o presidente Michel Temer já havia assinado a lei que prorrogou o programa Mais Médicos.

O salário dos médicos cooperados também foi ajustado nesta segunda, passando de R$ 10.570 para R$ 11.520, e valerá para todos os médicos participantes. A mudança foi publicada no Diário Oficial de União.

O Ministério da Saúde já havia informado na última semana que manteria os cubanos por enquanto, mas que pretende reduzir em 35% a sua participação no programa nos próximos três anos. A meta do governo federal é que a quantidade de médicos da ilha caribenha atuando no país passe de 11,4 mil para 7,4 mil nesse período. Em 2017, o ministério pretende preencher 2 mil vagas com profissionais brasileiros. G1

Com as obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas, Tipo II, totalmente concluídas, a Prefeitura de Jacobina, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, inaugura a nova casa de saúde – especializada no atendimento de urgência e emergência - às 14h desse sábado, 24. Localizada no Bairro Jacobina II, a unidade que inicialmente comportará 11 leitos (sete adulto e quatro infantil), tem capacidade para realizar 250 atendimentos diários e funcionará 24 horas por dia, sete dias por semana.



“A gente fica feliz de participar da entrega de mais um equipamento que vai ampliar e qualificar ainda mais os atendimentos de saúde ao jacobinense. Esta é uma conquista extraordinária, apenas Jacobina e mais quatro município em toda a Bahia tem uma UPA Tipo II”, ressalva Dailane Santos, secretária da Saúde do Município de Jacobina.



A UPA 24H será uma importante parceira e de grande ajuda ao Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), já que em funcionamento que acontece a partir das 7h deste domingo, 25, a unidade oferecerá atendimento de urgência hospitalar e de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde.



Apta a realizar atendimentos de urgência e emergência, a UPA de Jacobina dispõe de especialidades de clínica médica e pediatra, exames de Raios-X, eletrocardiograma (ECG), eletroencefalograma e atendimentos considerados simples, como febre e dor de cabeça, até infartos e acidente vascular cerebral.

Os postos de vacinação estarão abertos neste sábado (24) em todo o país para o Dia D da campanha de multivacinação lançada pelo Ministério da saúde. Além das salas de vacinação que ficam nas unidades de saúde, algumas cidades terão postos extras em escolas e praças.

A campanha inclui, pela primeira vez, todas as vacinas disponíveis pelo SUS para crianças de até 5 anos e para crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos, incluindo a imunização contra HPV para meninas. O esforço de vacinação vai até o dia 30 de setembro.

Para realizar as imunizações, o Ministério da Saúde enviou 19,2 milhões de doses extras das 14 vacinas para os postos de saúde de todo o país. Serão cerca de 36 mil postos fixos de vacinação e 350 mil profissionais de saúde envolvidos nos 12 dias de mobilização. Foto: Reprodução

Morreu na noite desta quinta-feira (22), o Monsenhor Gaspar Sadoc da Natividade. Ele estava em casa, na Vitória, em Salvador, quando se sentiu mal. Sadoc chegou a ser atendido por uma equipe médica, mas não resistiu. O velório será na Igreja de Nossa Senhora da Vitória, em Salvador, nesta sexta-feira, 23, a partir das 8h. Às 15h será celebrada a santa Missa e, em seguida, o sepultamento.

Em nota, o governador da Bahia Rui Costa lamentou a morte do religioso. "Monsenhor faz parte da cultura de nosso estado, soube levar aos fiéis a importância do respeito à religião do outro. Sua sabedoria, em 100 anos de vida, muito nos ensinou. Gaspar Sadoc deixará saudades", afirmou Rui.

A Arquidiocese de Salvador pediu "a todos os seus filhos e filhas que elevem preces a Deus pelo descanso eterno deste "amigo de Deus". Monsenhor Gaspar Sadoc completou 100 anos em 20 de março de 2016. Na ocasião, foi celebrada uma missa na paróquia Nossa Senhora da Vitória, no bairro da Graça, presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

O Instituto Federal da Bahia (IFBA), campus Jacobina, recebeu, na manhã da última sexta-feira (16), a visita de uma equipe do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) II, ligado à Secretaria Municipal de Saúde. Eles promoveram para os estudantes, no auditório da instituição, palestra sobre prevenção ao suicídio, ligada à campanha mundial Setembro Amarelo. Conforme o enfermeiro do CAPS Sdnei Santos, o IFBA foi selecionado para a visita em razão do número de alunos matriculados que estão na faixa etária dos 14 aos 18 anos, alvo da equipe.

Para Sdnei, as escolas têm papel fundamental nesse processo. “Na sociedade, ainda existe um tabu em relação ao tema. É preciso falar sobre o assunto e trazer essa discussão para estudantes, que podem ajudar a multiplicar essas informações para parentes, vizinhos e colegas”. O enfermeiro pontuou que é preciso reduzir o preconceito em torno do tema. “Não se deve achar que quem fala em suicídio é fraco ou quer chamar atenção. É preciso estar atento às frases e comportamentos para que essas pessoas sejam identificadas e encaminhadas para o serviço de saúde”, explicou. O grupo realizou a mesma palestra em outras nove escolas públicas e particulares de Jacobina. Eles encerraram a campanha no campus do Instituto Federal.

Está bastante avançado e em fase de conclusão a colocação dos equipamentos que farão parte da mais nova unidade de saúde do município de Jacobina, a UPA 24 Horas. Durante a semana o secretário de Infraestrutura Júnior Fidelis, juntamente com a secretária municipal de saúde, Dailane Santos, estiveram visitando o local e acompanhando os últimos detalhes.

Homens seguem trabalhando na montagem de móveis e em breve os equipamentos serão instalados. Segundo a secretária de saúde, a UPA 24h de Jacobina é uma realidade, uma grande conquista para o povo de Jacobina. Com o seu funcionamento, o Hospital Antônio Teixeira Sobrinho poderá respirar e melhorar o atendimento com internamentos e cirurgias, disse. Fotos:Augusto Urgente

A mulher que foi beijada por um marinheiro em êxtase na Times Square, comemorando o fim da Segunda Guerra Mundial, morreu esta semana, aos 92 anos. O filho de Greta Zimmer Friedman disse que sua mãe morreu na última quinta-feira (8), em um hospital de Richmond, Virgínia (EUA), em decorrência de complicações da velhice.

Friedman era uma enfermeira de 21 anos quando, em 14 de agosto de 1945, os japoneses se renderam e deram fim à Segunda Guerra. Quando a notícia se espalhou em Nova York, as pessoas foram para as ruas. Foi quando George Mendonsa girou em torno dela e lhe deu um beijo. Os dois nunca se conheceram. Na verdade, Mendonsa estava comprometido com Rita Petry, que mais tarde se tornaria sua esposa. A foto, feita por Alfred Eisenstaedt, é chamada "V-J Day in Times Square", mas é mais conhecida simplesmente como "The Kiss".

A foto foi publicada pela primeira vez na revista Life, enterrada em uma de suas páginas. Ao longo dos anos, a foto ganhou reconhecimento e várias pessoas alegaram ser o casal. Em uma edição de agosto de 1980 da Life, 11 homens e três mulheres disseram estar na foto. Passaram-se anos até que Mendonsa e Friedman fossem confirmados como sendo o casal. Joshua Friedman disse que sua mãe se lembrava de tudo que aconteceu naquele momento. "Não foi todo aquele beijo", disse Friedman, em uma entrevista. "Era apenas alguém comemorando. Não foi um evento romântico."

A fotografia tornou-se uma das mais famosas fotografias do século XX. Os pais de Friedman morreram no Holocausto, de acordo com Lawrence. Verria, co-autora de "O Marinheiro beijoqueiro: o mistério atrás da foto que terminou a Segunda Guerra Mundial". Friedman, que escapou da Áustria, chegou aos EUA quando tinha 15 anos. Ela será enterrada no Cemitério Nacional de Arlington, ao lado de seu falecido marido, Misha Friedman. Fonte: Associated Press

A morte de uma criança de dois anos, que teve parada cardiorrespiratória, supostamente causada após ingerir uma bebida achocolatada, na última quinta-feira (25), está sendo investigada pela Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) de Cuiabá. A mãe relata que o filho tomou o achocolatado da marca Itambé às 9h, passando mal minutos depois, apresentado "falta de ar, corpo mole e princípio de desmaio”. A criança morreu uma hora depois, na Policlínica do Coxipó, na cidade.

A mãe afirma, ainda, que ela e um tio da criança beberam um pouco do achocolatado e também passaram mal, sentindo náuseas e tontura. A empresa Itambé afirmou ao G1 que foi notificada na última sexta-feira (26) e que manteve contato com a Vigilância Sanitária. A Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária já solicitou aos Escritórios Regionais de Saúde a interdição cautelar de todos os achocolatados da marca Itambezinho. A polícia apreendeu cinco caixas do achocolatado na residência da família, estando duas abertas e três fechadas. Ainda de acordo com a mãe do menino, o achocolatado foi dado a ela por um vizinho, que não foi localizado pela polícia. BN

A americana Betsy Davis, de 41 anos, portadora de esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa para a qual ainda não existe cura, tomou uma decisão muito séria no mês de julho deste ano: recorrer ao suicídio assistido para encerrar sua vida.



Para isso, ela recebeu uma prescrição de remédios em doses letais. Besty foi uma das primeiras pessoas a passar pelo procedimento na Califórnia, que aprovou a prática recentemente. Mas antes disso, a americana resolveu fazer uma grande festa com os seus melhores amigos. Enviou um convite com apenas uma regra: não chorar na frente dela durante o evento.



“Vocês são todos muito corajosos por me enviarem em minha jornada. Não há regras para a festa. Vistam o que quiserem, falem o que quiserem, dancem, cantem, rezem, mas só não chorem na minha frente. Ok, há uma regra”. Mais de 30 pessoas foram à festa, que aconteceu nas montanhas do sul da Califórnia. Yahoo - Foto: Reprodução

Há um ano na fila de espera para transplante de coração, uma mulher recebeu nesta terça-feira (16) o coração do ex-atleta alemão e técnico da equipe de canoagem da Alemanha, Stefan Henze, de 35 anos, que morreu durante um acidente de carro na Barra da Tijuca. A cirurgia durou 5 horas e foi realizada no Instituto Nacional de Cardiologia (INC), na Zona Sul do Rio de Janeiro. Os órgãos de Henze foram doados pela família assim que a morte cerebral do medalhista olímpico, que foi prata em Atenas em 2004, foi confirmada. A delegação alemã decretou luto pelo técnico e ex-atleta. Os rins e o fígado também foram doados para pacientes inscritos na central estadual de transplantes.

Investigação policial

Polícia Civil do Rio investiga o acidente que causou a morte de Henze. Ele morreu nesta segunda (15) após o táxi em que estava sofrer um acidente na sexta-feira (12).  De acordo com a polícia, o taxista não apresentou sinais de embriaguez. Diligências estão sendo realizadas. As circunstâncias do acidente ainda não foram esclarecidas. O segundo passageiro do veículo, também integrante da delegação alemã, recebeu tratamento no hospital e foi liberado. Foto: Reprodução

Morreu no Rio de Janeiro, no início da madrugada desta terça-feira (16), a atriz Elke Maravilha. Ela estava internada na Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeiras, na Zona Sul, desde o dia 20 de junho. O irmão de Elke, Frederico, disse que ela foi operada de uma úlcera e ficou em coma induzido. A atriz, que tinha 71 anos, morreu por volta de 1h.

A família ainda não definiu data e local do velório e sepultamento, que não devem ocorrer nesta terça. Antes de ser internada Elke vinha se apresentando pelo país com o espetáculo "Elke canta e conta", onde falava de passagens de sua vida desde a infância na Rússia, os casamentos e a vida como modelo e apresentadora.

Carreira

Elke Grunnupp nasceu na Rússia, em 1945. Chegou ao Brasil ainda criança com os pais, para morar em Minas Gerais. Começou como modelo e manequim, aos 24 anos. A carreira em televisão começou na “Discoteca do Chacrinha”. Depois fez novelas, filmes e peças.

O ex-presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e ex-atleta olímpico, João Havelange, de 100 anos,  morreu na manhã desta terça-feira (16), no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio. Ele estava internado para tratamento de uma pneumonia desde julho. No final do ano passado, Havelange foi internado no mesmo hospital em decorrência de problemas pulmonares. Ele completou 100 anos de idade no último dia 8 de maio.

O brasileiro com raízes belgas foi um dos dirigentes mais importantes - e também mais questionados - da história do esporte mundial. Ele foi afastado do esporte em abril de 2013, quando renunciou ao cargo de presidente de honra da Fifa. Dois anos antes, ele já havia deixado de ser membro do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Havelange foi eleito para Fifa em 1974, entrando no lugar do inglês Sir Stanley Rous. Ele ficou no cargo até 1998, quando foi substituído pelo suíço Joseph Blatter, que só saiu após a série de denúncias de corrupção na entidade que causou a prisão de dirigentes – inclusive o brasileiro José Maria Marin.

O sindicalista Jubilino Carneiro de Lima, 54 anos, faleceu vítima de um infarto fulminante na noite desta terça-feira, 09 de agosto de 2016, na cidade de Jacobina. Segundo informações, Jubilino que era aposentado passou mal em sua residência, vindo a óbito quando era socorrido para uma unidade hospitalar.

O corpo de Jubilino que foi fundador e presidente do Sindicato dos Mineiros de Jacobina e região, será velado em sua residência, na Rua Quintino Bocaiuva, 135, no Bairro da Serrinha. O sepultamento ocorrerá as 15h no Cemitério Campo Santo na Estrada do Pau Ferro. Augusto Urgente

Cafe beira rio
Abreu