Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Após anunciar a saída de câmaras e comissões técnicas do governo, o Conselho Federal de Medicina (CFMs) informou que também entrou com uma ação civil pública contra a União, representada pelos ministérios da Saúde e da Educação, para suspender o Programa Mais Médicos. Segundo o conselho, a ação foi proposta na noite de sexta-feira (19), tem 20 páginas e traz argumentos sobre três pontos específicos do anúncio do governo. A entidade garantiu que outras ações serão apresentadas na Justiça nos próximos dias.

A ação civil proposta pelo CFM pede que os conselhos regionais de Medicina (CRM) não sejam obrigados a fazer o registro dos médicos estrangeiros que aderirem ao programa sem comprovar documentalmente a revalidação dos diplomas emitidos por universidades do exterior e o Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) até que a questão seja analisada pelo Judiciário. O CFM também argumenta, na ação, que o Mais Médicos fará com que haja duas categorias de profissionais da área no país: uma que poderá exercer a medicina livremente em todo o território nacional e outra composta pelos inscritos no programa, que terão o seu exercício profissional limitado a certa região.

“A ação não é contra a presença de médicos estrangeiros em território brasileiro, mas pelo cumprimento da exigência legal de que demonstrem efetivamente sua capacidade técnica para o exercício da profissão médica, nos termos do arcabouço legislativo já existente”, informou a entidade.

Criado no dia 9 de julho por meio de uma medida provisória, o Mais Médicos prevê a contratação de médicos estrangeiros para trabalhar nas periferias e no interior do país e estágio obrigatório de dois anos no Sistema Único de Saúde (SUS) para alunos que entrarem no curso de medicina a partir de 2015. Apesar do anúncio da saída das entidades médicas das câmaras e comissões técnicas do governo nas áreas de saúde e educação, o Ministério da Saúde informou, na última sexta-feira, que sempre esteve e continua aberto ao debate.

Quando o programa foi lançado, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que a intenção do governo é trazer médicos de fora apenas se as vagas oferecidas não forem preenchidas por médicos brasileiros, Segundo ele, a não exigência do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas (Revalida) é para evitar a concorrência dos médicos estrangeiros incluídos no Mais Médicos com os brasileiros, na medida em que, se tivessem o diploma validado, poderiam trabalhar onde quisessem e não apenas com autorização exclusiva para atuar na periferia das grandes cidades e em municípios do interior.

Fonte: Agência Brasil

Segundo o usuário do CAPS de Jacobina, Eduardo do Carmo, residente no bairro da Bananeira, que também é deficiente físico, caiu significativamente a qualidade dos serviços prestados por aquele setor de saúde pública municipal. Segundo ele, faltam funcionários para a área de oficinas e atividades terapêuticas, bem como não tem refeições para os pacientes ali atendidos. "Quero saber como vai ficar essa situação, porque a gente sofre com esse quadro de abandono!", reclama.

As denúncias foram feitas nesta quarta-feira, 17, durante a apresentação do programa "show de Notícias", levado ao ar pela Rádio Jaraguar AM. O usuário fez várias cobranças e disse que o poder público precisa urgentemente resolver essa questão, pois a clientela sofre com a precarização dos serviços. Abaixo, um vídeo que retrata momentos do CAPS AD, um outro tipo de CAPS, que cuida especificamente de pacientes em recuperação de drogas e álcool, em 2009, com o cantor e compositor Joan Sodré, convidado a participar de atividades lúdicas com usuários do sistema, levando solidariedade a quem precisa de  apoio, um gesto nobre do cantor e que deveria ser seguindo por muitos outros cidadãos e cidadãs jacobinenses, a começar pelas autoridades, que são pagas para cuidar bem do povo.

 

Conforme a versão on line do "Ser Melhor", conheça o que é verdadeiramente e como deve funcionar um CAPS II na sua cidade:

Mas, o quê exatamente os CAPS fazem e a quem atendem?

Os CAPS possuem equipe multiprofissional - composta por psicólogos, psiquiatras, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, técnicos administrativos, etc - e oferecem diversas atividades terapêuticas: psicoterapia individual ou grupal, oficinas terapêuticas, acompanhamento psiquiátrico, visitas domiciliares, atividades de orientação e inclusão das famílias e atividades comunitárias. De acordo com o projeto terapêutico de cada usuário, estes podem passar o dia todo na Unidade, parte do dia ou vir apenas para alguma consulta. Comparecendo todos os dias estarão em regime intensivo, alguns dias da semana em regime semi intensivo e alguns dias no mês em não intensivo. As necessidades de cada usuário e os projetos terapêuticos, compreendendo as modalidades de atendimento citadas e os tempos de permanência no serviço, são decididas pela equipe, em contato com as famílias também, e igualmente as mudanças neste projeto segundo as evoluções de cada usuário.

Como serviços de saúde mental, atendem pessoas com transtornos mentais severos e persistentes, como psicoses e neuroses graves, buscando amenizar e tratar as crises para que estas pessoas possam recuperar sua autonomia e se reinserir nas atividades cotidianas. Por possibilitar que seus usuários voltem para casa todos os dias, os CAPS evitam a quebra nos laços familiares e sociais, fator muito comum em internações de longa duração.

Os CAPS trabalham bastante articulados com a rede de serviços da região, pois têm a função de dar suporte e supervisão à rede básica também, além de envolver-se em ações intersetoriais - com a educação, trabalho, esporte, cultura, lazer, etc - na busca de reinserção dos seus membros em todas as áreas da vida cotidiana.

Texto: Maurício Dias - Imprensa sem censura

 

Opções sem gorduras e ácidos auxiliam na recuperação do estômago

Você já sentiu queimação no estômago ou já se pegou aos resmungos por causa daquela dor incômoda no alto da barriga? Esses são alguns dos sintomas da gastrite, que também incluem enjoos, acompanhados ou não de vômito. Inflamação na mucosa do estômago, a gastrite atinge muitas pessoas que, ao receberem o diagnóstico, precisam adotar algumas restrições alimentares - e com razão: segundo Carla Fiorillo, nutricionista da Equillibrium Consultoria, quem tem a inflamação deve evitar alimentos ácidos e gordurosos, entre eles frutas ácidas (mexerica, laranja exceto lima, abacaxi etc.), vinagre, café e frituras.

No entanto, nem só de restrições na dieta vive quem tem gastrite. Veja quais hábitos são bem-vindos e quais alimentos não agridem o seu sistema digestivo e ainda controlam a doença - alguns, inclusive, ajudam a recuperar a ferida na parede do estômago.  

Fonte: yahoo.com

 

Foto: André Guerrera

" Caro amigo redator desse blog, não quero aqui responsabilizar governo municipal de A, B ou C. Só quero expor um problema que necessita de solução URGENTE e peço a tua ajuda para isso, se possível, até publicar. Moro na Avenida Orlando Oliveira Pires, nº 75, Centro, aqui em Jacobina. Hoje, 13/07/2013, as 17:00 horas fui chamado por minha filha gritando, dizendo que o sanitário estava inundando, corri e vi que através do ralo do chuveiro estava retornando a água do esgoto. Pensei que o entupimento era dentro de casa, mas fui alertado que a frente da casa, em volta da boca de lobo, também estava com muita água empoçada. Resultado: a tubulação da boca de lobo (a mesma boca de lobo que foi irresponsavelmente reduzida pela empresa que fez a última obra nesta rua, a do passeio), que vai desaguar o esgôto naquelas galerias construídas por Dr. Carlito, está entupida e como o esgoto daqui de casa cai nesta boca de lobo, tudo entupiu e começou a retornar para dentro de casa. Meu sogro, como é pedreiro e mestre de obras, enfiou uma barra de ferro na boca de lobo e constatou que a mesma está cheia de lixo da rua e areia, barro, etc, ou seja: totalmente entupida. Para minha casa não encher de água de esgoto tivemos, (eu e meu sogro), que quebrar o meio fio da rua até chegar na boca do cano do esgoto da minha casa e deixar que esta água corra para o meio fio da rua e caia em outra boca de lobo desentupida. Peço, encarecidamente, e, máxima urgência à Prefeitura Municipal de Jacobina que, por favor, venha, com máxima urgência desentupir a boca de lobo, bem como toda a tubulação de esgôto que sai desta boca de lobo, atravessa, por baixo, o asfalto, e vai desaguar na galeria do Rio Itapicurú. A água da chuva também está toda empoçada em torno desta boca de lobo. Acho que, se colocar um jato de água bem forte na tubulação da dita boca de lobo, vai desentupir até o outro lado da rua e o problema então será resolvido. Sendo que este problema do entupimento é ocasionado e até agravado por conta dos varredores de rua, que jogam muito lixo para dentro da boca de lobo, e isto acontece há anos e anos e agora entupiu tudo. Segue foto do local, está um pouco escura, mas é só para ilustrar o problema. Sei e confio que a PMJ vai tomar as providências com urgência, urgentíssima. No mais, agradeço a atenção. André Cardoso Guerrera".

*André Cardoso Guerrera é odontólogo, residente e domiciliado nesta cidade, e mantém consultório no centro de Jacobina.

 

A vacina estará disponível nas unidades do SUS - Sistema Único de Saúde.

Num esforço para reduzir a incidência das hepatites virais no país, o Ministério da Saúde decidiu ampliar a vacinação contra a hepatite B para a faixa etária de 30 a 49 anos.

A vacina estará disponível nas unidades do SUS - Sistema Único de Saúde. Causada por um vírus de 50 a 100 vezes mais contagioso que o HIV, essa infecção no fígado pode-se tornar crônica, levando à  cirrose e ao câncer.  

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 2 bilhões de pessoas já tiveram contato com esse vírus, das quais 240 milhões tornaram-se portadoras crônicas. No Brasil, não existem números exatos dos portadores dessa doença.

A hepatite B é considerada um mal silencioso, porque nem todos os que contraem a doença apresentam sintomas – mal-estar, febre, diarreia, vômito e icterícia (pele e olhos amarelados). A maioria das crianças infectadas é assintomática.

Fonte: correio24horas.com.br

 

 

 

Nos municípios do interior da Bahia, médicos são artigos de luxo, disputados entre as prefeituras na base do quem paga mais. O salário pode variar de R$ 10 mil até R$ 20 mil (líquidos) para médicos que atendem em postos do Programa de Saúde da Família (PSF),  por uma jornada de 40 horas, em tese.

Isso sem falar na ajuda de custo "por fora" e plantões - pagos pelas prefeituras. A demanda é grande e a oferta pequena, segundo a União dos Municípios da Bahia (UPB) e gestores ouvidos. E quem fica desassistida é a população.
Por isso o anúncio do programa Mais Médicos pela presidente Dilma Rousseff (PT), semana passada, que vai bancar R$ 10 mil de salário para o médico, deixando a cargo da prefeitura a moradia e alimentação do profissional [veja infográfico], foi visto pelos gestores com bons olhos. Mas com certo receio de que não seja o suficiente.

O programa pretende interiorizar médicos pelo País e identificou, para isso, 1.551 municípios prioritários. A Bahia tem 264 municípios nessa condição, o maior número entre os Estados. Os médicos no Brasil estão concentrados em grandes centros urbanos. Na Bahia não é diferente. Quarenta e dois por cento dos 11.487 mil médicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na Bahia, ou seja, cerca de 4,8 mil profissionais, estão concentrados em Salvador, cidade com 2,6 milhões de habitantes.

Isso significa que mais de 12 milhões de pessoas que moram no interior do Estado estão assistidas com apenas 6,6 mil médicos que atendem à saúde pública. Isso contando hospitais e postos de saúde. Os dados são do Conselho Federal de Medicina (CFM) e se aproximam dos números do Ministério da Saúde (MS).

Fonte: A tarde

 

Foto: iStock

Pediatras e especialistas em comportamento infantil fazem seus alertas quanto aos graves riscos de se deixar um filho sozinho em casa. Por isso, recomendam o seu acompanhamento - bem de perto - até os 14 anos.

Apesar dessas indicações, muitas vezes a rotina dos pais não permite cuidados permanentes aos menores. Tais desatenções ou ausências são os fatores responsáveis por sérios acidentes domésticos e diversos tipos de lesões (mesmo que não-intencionais) que configuram o principal motivo de morte de crianças e pré-adolescentes na faixa de 1 a 14 anos.

É bom lembrar que, mesmo naqueles casos em que os pais acreditam que a criança "pode se virar sozinha", ela pode ser surpreendida por situações de risco que não consegue administrar.

Como posso manter uma boa saúde bucal na terceira idade?
Se você cuidar bem dos seus dentes e fizer consultas periódicas com seu dentista, os seus dentes podem durar a vida inteira. Independentemente da idade, você pode ter dentes e gengivas saudáveis se escovar pelo menos três vezes ao dia com creme dental com flúor, se usar fio dental pelo menos uma vez ao dia e se for regularmente ao dentista para exames completos e limpeza.

Que informações sobre a saúde bucal um indivíduo da terceira idade deve ter?
Até mesmo quem escova e usa fio dental regularmente, pode ter alguns problemas específicos. Muitas pessoas na terceira idade usam dentaduras, tomam remédios e têm problemas de saúde geral. Felizmente, seu dentista pode ajudar você a encarar estes desafios com êxito quase que garantido.

    * As cáries e os problemas com a raiz dos dentes são mais comuns em pessoas da terceira idade. Por isso, é importante escovar com um creme dental que contenha flúor, usar fio dental todos os dias e não deixar de ir ao dentista.

    * A sensibilidade pode se agravar com a idade. Com o passar do tempo é normal haver retração gengival que expõe áreas do dente que não estão protegidas pelo esmalte dental. Estas áreas podem ser particularmente doloridas quando atingidas por alimentos e bebidas quentes ou frias. Nos casos mais severos, pode ocorrer sensibilidade com relação ao ar frio e a alimentos e líquidos doces ou amargos. Se seus dentes estiverem muito sensíveis, tente usar um creme dental apropriado. Se o problema persistir, consulte o dentista já que esta sensibilidade pode indicar a existência de um problema mais sério, como, por exemplo, cárie ou dente fraturado.

    * As pessoas mais velhas se queixam de boca seca com freqüência. Este problema pode ser causado por medicamentos ou por distúrbios da saúde. Se não tratado, pode prejudicar seus dentes. Seu dentista pode recomendar vários métodos para manter sua boca mais úmida, como tratamentos ou remédios adequados para evitar a boca seca.

    * Enfermidades preexistentes (diabete, problemas cardíacos, câncer) podem afetar a saúde da sua boca. Converse com seu dentista sobre quaisquer problemas de saúde existente para que ele possa ter uma visão completa da situação e para que possa ajudar você de forma mais específica.

    * As dentaduras tornam mais fácil a vida de muitas pessoas da terceira idade, mas exigem cuidados especiais. Siga rigorosamente as instruções do seu dentista e, caso ocorra qualquer problema, marque uma consulta. Os portadores de dentaduras definitivas devem fazer um exame bucal geral pelo menos uma vez por ano.

 

(Foto Reprodução TV Gazeta)

 

 O lutador de Jiu-Jitsu Gidel Gil de Souza, de 24 anos, morreu de enfisema pulmonar, segundo o Hospital São Francisco, em Cariacica, Espírito Santo, neste domingo (7). A família do rapaz questiona o laudo médico por ter encontrado seringas e ampolas de remédios que podem ser anabolizantes dentro da mochila dele. O caso foi parar no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica.

O jovem deu entrada na unidade no sábado (6). O cunhado que prefere não se identificar diz que ele estava passando muito mal. “Ele deu entrada no pronto socorro com quadro clínico de hipoglicemia e desidratação. Ele teve convulsões pela madrugada e o quadro se agravou, até ele morrer no domingo”, disse.

O corpo foi liberado para o enterro, mas o caso foi parar no DPJ de Cariacica porque, de acordo com a família, o médico não quis incluir no atestado de óbito uma informação importante: amigos do jovem contaram que há 20 dias ele usava anabolizantes e dentro da mochila de Gidel foram encontrados seringas e vários produtos suspeitos. “A gente quer uma informação mais detalhada se ele tinha ingerido anabolizantes. Só vamos conseguir saber disso com a autópsia”, contou o cunhado.

Fonte: g1.globo.com

 



Parada é temporária e fornecimento será retomado amanhã gradativamente

 

A Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) informa que, para realizar uma manutenção na Estação de Tratamento de Canavieiras, o fornecimento de água será interrompido nesta segunda-feira, 08 de julho, nos seguintes bairros e localidades: Alagoinhas, Bairro dos Índios, Canavieiras, Couro Velho, Estação, Jacobina I, Jacobina II, Jacobina III, Malhadinha, Mundo Novo, Nazaré, Novo Amanhecer, Peru, Pontilhão, Rua Alto Raul Mangabeira, Serrinha (Ruas Quintino Bocaiúva, do Pará, Paraíba e Padre Germano), Travessa Francisco Xavier, Vila Feliz e Zona Alto da Caeira. A Embasa também informa que o serviço está programado para ser concluído hoje à noite. Por isso, a partir de amanhã, 09 de julho, o abastecimento será retomado de forma gradativa.

 

Assessoria de Comunicação da Embasa

Um acidente de carro ocorrido por volta das 19h deste domingo (7), matou o locutor Kleber Machado, 31 anos. Ele comandava o programa Manhã Total na Rádio 101 News FM de Irecê. Segundo a delegada plantonista Maria José, da 14ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), o Celta que o apresentador conduzia chocou-se contra uma S-10 na BA-805. A vítima morreu presa às ferragens. Amigos do locutor informaram que ele estaria indo a Presidente Dutra visitar familiares. O motorista da S-10 ainda não foi localizado pela polícia para prestar esclarecimentos. (Pascoal Ferreira – Irecê Repórter)


07/07/13 - Jailton de Oliveira Nascimento, 30 anos, condizia um Fiat Tipo, placa policial 2032 Licença de Miguel Calmon/Ba, quando colidiu frontalmente com uma árvore por volta das 23h de ontem (6) na Av. Orlando O. Pires, altura do número 910, próximo a Coelba.

No veículo encontrava-se 3 pessoas, sendo o contudor Jailton, o Genésio Oliveira Silva, 24, anos e no banco traseiro a esposa do Jailton que ainda não foi identificada, ambos residentes no bairro Felix Tomal.

O proprietário do veiculo o Sr Gildimar estava no local do acidente nesta manhã de domingo e nos relatou que ontem por volta das 19hs, Jailton de Oliveira pediu o carro emprestado para buscar a esposa. Já no final da noite ficou sabendo do acidente. Jailton seguia sentido centro p/ o Bairro da Caeira, presume-se que o mesmo tenha perdido o controle do veículo, cruzou a avenida vindo a colidir frontalmente com a árvore.

Socorridos pela SAMU 192 à emergência do Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, dois acidentados deram entrada às 23:28h, onde apresentavam leves escoriações pelo corpo, e após serem atendidos foram liberados.

Fonte: Augusto Urgente!

 

Fonte: Reprodução Feceboock

Caixas de Alto-falantes como esta, estão espalhadas por quase toda a parte central da cidade. 

Se já não bastassem as queixas e reclamações recorrentes da população a respeito da barulheira que afeta o seu cotidiano e também a sua saúde, a Prefeitura de Jacobina resolve reforçar ainda mais o potencial ofensivo contra a sensibilidade auditiva dos habitantes e transeuntes do centro da cidade, permitindo a instalação de dezenas de potentes caixas de alto-falantes espalhadas em diversos postes de iluminação das vias centrais, contrastando com as normas municipais já existentes, que proíbem a circulação de carros volantes de publicidade por essas mesmas ruas e avenidas, sob o argumento de poupar os bancos, residências, casas comerciais, clientes, órgãos e repartições públicos e pedestres do sofrimento sonoro perturbador.
Na gestão passada, a então prefeita Valdice Castro, atendendo apelos da população, retirou essa parafernália das ruas e acabou com a instrumentalização da prática jurássica desse meio sonoro, que há muito não se vê nas cidades interioranas, exceto aquelas desprovidas de mídias alternativas modernas e eficientes, cujas propostas não obrigam as pessoas a ouvirem forçosamente suas transmissões. Entretanto, a atual gestão, insensível a tamanha poluição sonora a qual está submetida a população local, ressuscita uma proposta engavetada pela administração anterior, aumentando ainda mais a fervura do stress urbano. "É dose pra leão, você aguentar um troço desse o dia todo, tendo que atender seus pacientes, fazer consultas e trabalhar!", reclama um profissional liberal que atende no centro da cidade e tem uma dessas caixas de som a poucos metros de sua sala. Ironicamente, compete exatamente à Prefeitura, por força de Lei, controlar os limites desse tipo de atividade, preservando os cidadãos dos efeitos danosos à sua saúde, respeitando os limites do código de posturas, meio ambiente e outros. Muitas vezes por omissão das autoridades, casos dessa natureza têm ido parar até mesmo na delegacia de polícia.

Cafe beira rio
Abreu